sábado, 15 de junho de 2019

Hino da Barra do Pirapetinga integrará o CD de Músicas Bonjesuenses


Jefferson Seuffitelli esteve ontem no Alcancy Áudio Studio, do produtor Isac Nascimento, para gravar o Hino da Barra do Pirapetinga, de autoria de Vera Viana. Acompanhou-o, no teclado, o consagrado músico bonjesuense Thadeu Almeida. Outras vozes ainda serão acrescidas à composição.

O hino integrará o 3o. CD da Coleção de Músicas Bonjesuenses, patrocinado pela Editora O Norte Fluminense, fundada por Luciano Bastos, que será lançado por ocasião da Festa de Agosto, por iniciativa do Secretário de Cultura Bob Flávio.









A MENSAGEM DE ROGÉRIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Nascemos para vencer!!
Felicidade pra todos nós, hoje e sempre!!!

Meu maior tesouro é, foi e sempre será minha Família. Podemos não ser perfeitos, mas amo cada um deles, com todo o meu coração. Fazer parte de uma Família significa pertencer a algo Muito Maravilhoso.

Significa que você irá amar e ser amado pelo resto de sua vida. Família; como galhos de uma árvore, todos nós crescemos em direções diferentes, em bora nossas raízes continuem sendo UMA SÓ.

Se você tem uma Família que te ama, alguns bons amigos, comida sobre a mesa e um teto sobre a cabeça, você é mais rico do que imagina. Família não é apenas mais importante... é fundamental.

Dedique seu tempo às pessoas que você ama. Um dia você dirá: "Como eu gostaria de ter feito isso" ou "Que bom que eu fiz isso". Seja grato por cada segundo de cada dia que você pode desfrutar junto das pessoas que ama. A vida é o bem mais preciso. Minha Família é meu pedacinho de céu na terra, é meu tesouro e minha razão de viver.

Roger LX


sexta-feira, 14 de junho de 2019

Palestra sobre aposentadoria lota a Câmara de Vereadores



Ocorreu, hoje, no salão da Câmara Municipal, uma palestra sobre a aposentadoria que o governo federal quer aprovar no Congresso Nacional.

A presença de público revelou o interesse da comunidade em assunto tao grave para o país.

O palestrante foi Marco Antônio Vieira, assistente social e diretor do Conselho Regional de Serviço Social, de Campos dos Goytacazes.

A organização ficou a cargo do movimento "Bom Jesus pela Democracia".







Mais um grande evento cultural em Bom Jesus: "Niterói Além da Ponte", dias 28 e 29 de junho


ETERNOS PAIS, NÓS E NOVOS RUMOS

Rogerio Loureiro Xavier



Olá pessoa amiga e do bem.

ETERNOS PAIS, NÓS E NOVOS RUMOS
(Homenagem ao meu Pai Élcio Cerqueira Xavier e minha Mãe Gedália Loureiro Xavier... e para todos nós que também estamos chegando...).

NOSSA!
O TEMPO PASSOU, PARECE QUE FOI ONTEM.
NOSSOS VELHOS ESTÃO MAIS VELHOS, A VIDA NÃO PAROU, CADA DIA FICAM MAIS CRIANÇAS, MEIGOS, LINDOS E SÁBIOS.
MINHA NOSSA!
SEUS FILHOS CRESCERAM.
NÓS CRESCEMOS.
NORAS, GENROS, NETOS E BISNETOS SE MISTURAM AO DIA-A-DIA.
ESTREMEÇO SÓ EM PENSAR.
NÃO POSSO DEIXAR DE RELEMBRAR.
VIVÊNCIAS, MARRAS, GLÓRIAS, E SUAS LINDAS HISTÓRIAS.
SEUS E NOSSOS GRANDES MOMENTOS, ENCANTOS, VITÓRIAS.
SONHOS VIVIDOS, METAS E OBJETIVOS NEM SEMPRE ALCANÇADOS.
PORQUÊ SÓ AGORA ACORDEI E POSSO COMPREENDÊ-LOS MELHOR?
PORQUÊ SÓ AGORA AMADURECIDO SINTO UM VAZIO EM MINHA ALMA?
VIDA, O CICLO NÃO PERDOA, É FATO.
FAÇA, NÃO DESPERDICE, VIVA!
NOSSOS VELHOS ESTÃO A CAMINHO.
NÓS ESTAMOS CHEGANDO...
E LÁ VÃO ELES SORRIDENTES.
NADA IMPEDIRÁ SUAS VIAGENS.
PARADIGMAS SEM FIM EMBALADOS AOS CAPÍTULOS DA EVOLUÇÃO.
QUANTOS CONHECIMENTOS AO LÉU.
LEGADOS SEGUINDO PARA O ESPAÇO.
TANTA RAÇA, AMOR E SUOR.
QUANTAS “QUEIMAS DE PESTANAS”.
...E SE ALGUM DIA VIEREM ME PERGUNTAR SE TUDO VALEU?
RESPONDEREI COM AS MEIGAS PALAVRAS DOS NOBRES POETAS DE OUTRORA.
BRAVO! VALEU DEMAIS!!
SUAS MISSÕES FORAM REALIZADAS NOS CONFORMES.
OBRIGADO POR TUDO.
PARABÉNS!

"AOS MEUS QUERIDOS E ETERNOS PAIS, A CERTEZA DE UM AMOR MAIOR."

Rogério Loureiro Xavier



ADEMIR DE SOUZA É UM DOS DESTAQUES DO CD DE MÚSICAS BONJESUENSES


Ademir de Souza no ECLB (Espaço Cultural Luciano Bastos)

Ademir de Souza é bonjesuense, nascido na Vila de Bom Jardim, berço de João Furtado Tardin, herói da 2a. Guerra Mundial, e do ex-prefeito Adilio Pimentel. Orgulhoso de suas origens, sempre está a visitar sua querida Vila. 

Ademir compôs e interpretará três de suas composições no terceiro volume da Coleção Músicas Bonjesuenses, que será lançado pela Editora O Norte Fluminense na próxima Festa de Agosto, por o iniciativa do secretário de cultura Bob Flávio 


Vila de Bom Jardim

Praça Mário dos Santos Guimarães







MEUS CAMINHOS 

Ademir de Souza
Eu sou de samba, eu foço samba
Eu danço samba, eu canto samba
Quando o pandeiro faz graça me arrepio
Quando o surdo marca me arrepio
Quando o tamborim brinca me arrepio
Quando o violão desenha me arrepio
Quando o cavaco chora
Me arrepio da cabeça aos pés
Quando o violão desenha
Quando o cavaco chora
Eu canto samba ate o romper da aurora
Bate palma minha gente
Que o samba esta esquentando
Logo logo é fevereiro
O carnaval tá chegando
Bom Jesus me abençoou, lá de Itabapoana
Eu vim de lá criança me encantou Copacabana
Me criei em São Gonçalo, no meio de gente bamba





Falando da minha saudade
--------------------------

 
                             Joel Boechat

Cantinho de
               Poemas  e  Poesias


         Homenagem a um Grande
                    Cantor dos passado


Nas espirais da fumaça
Um róseo vulto,  eu vi, a
Bailar naqueles quase
Incandescentes  cinza  e
branco das nuvens...
Aliados ao prazer da taça
e, um cigarro...

Um  corpo de Mulher...
Que me conduzia a um
Ardente desejo...

Aquele cigarro, retirado da
cigarreira prateada tão
displicente que, no cinzeiro
depois da última tragada,
amassava entre os dedos

Cigarro foi meu maior erro
Aquele corpaço, como que,
bailando nas espirais do
espaço , abandonei neste
Mundo de desterro

Cantor de muita fama,
Tinha  o Mundo aos meus
pés ...
Melhores cachês e, na Rádio,
Os melhores programas
Um Rei sem Reinado e sem
Rainha, lacaios,  cocheiros
e Librés...

Lá, num cantinho do céu,
de um azul tão bonito
Mesmo, muito triste e aflito
Envio uma carta a minha
Mulher querida.

Falei da saudade
Das noitadas de acordes
De violões
Dos anseios da  minha
Mocidade

Bem,  perto de outros
cantores, que  tinham
também  seus amores
Canto a minha aflição

Recordo, quase chorando
A minha na última canção
       
"Devolve todo imenso amor
Toda felicidade e toda
Tranquilidade que eu te
ofereci

Devolve o sabor dos
Meus Lábios Que nos
Teus, esqueci

Devolve tudo que para
Ti eu escrevi

Devolve que eu  chorando
Ainda
Devolvo a saudade infinda
Que sinto de ti"