terça-feira, 7 de abril de 2020

Pirapetinga...
    Um Sonho de Amor
            Um lindo poema
.............................................



    Joel Boechat Cantinho de
       Bons momentos da vida

Uma das maiores emoções
De toda minha vida,
Emoção dificilmente contida
Rever Pirapetinga querida ...
Terra de meus ancestrais
Simplicidade,  carinho, beleza.
Singelo colorido da nossa
Mãe natureza.
Não te esquecerei Jamais

Nos laços fortes de
De dois personagens  que
Ali deixaram para Pirapetinga
Perpetuada suas memórias
e ideais .

Iracema Seródio Boechat
E o venerável Senhor
João Catarina .

Na escola de Iracema !
Onde se aprende e ensina
Com duas vogais
E duas consoantes, apenas.
Em seus suaves fonemas
Escrever o mais lindo
De todos  poemas ...
Que se intitula...
A m o r ...

Num pequeno Museu
Uma exuberante história
De trabalho, de amizade

Protagonistas ...
De muitas lutas e vitórias
No acervo, instrumentos
Suas jornadas de glórias.

No Casarão da Fazenda
Na Roda d'água
Engenhocas e moendas
Situados num vergel

Canteiro de flores
Histórias de grandes amores
Que ali viveram suas vidas
Entregues a Pirapetinga
Sua terra amada,
Querida

Nas noites estreladas
Uma luz que vem de longe
De Monte Azul ...

Conta a lenda
Iluminava a Fazenda
Em seus focos, no caminhos
De rastros de luz
Para Pirapetinga
As bênçãos do Nosso  Mestre
O Nosso  Senhor Bom Jesus.

A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Verdade sempre...

Três estudantes não fizeram um exame, porque não estudaram. Eles elaboraram um plano; sujaram-se com graxa, óleo e gasolina e foram ao professor:
"Professor, pedimos desculpas. Não pudemos vir ao exame, pois estávamos num casamento e no caminho de volta o carro quebrou, por isso estamos tão sujos, como pode ver".

O professor entendeu e deu-lhes três dias para se prepararem. Apos três dias, eles foram ao exame muito bem preparados porque tinham estudado.

O professor colocou-os em salas separadas e aplicou  a prova que tinha apenas 4 perguntas:

1. Quem casou com quem?
2. Que horas o carro quebrou?
3. Onde exatamente o carro quebrou?
4. Qual é a marca do carro?

NOTA: Se as respostas forem idênticas, estarão aprovados.
Boa Sorte !

Ser honesto significa "escolher" não mentir, roubar, enganar ou trapacear de modo algum. Quando somos honestos, desenvolvemos a força de "caráter".

"A honestidade não é para poucos, mas para todos."

Roger LX


segunda-feira, 6 de abril de 2020

A ESFERA ARMILAR DE D. MANUEL I



 As iniciais MROE e MORE tantas vezes representadas na elíptica da esfera armilar querem justamente significar " Manuel Rex Orbis est" e "Manuel Orbis Rex est" (Manuel é Rei do Mundo ). As divisas que enlaçam a insígnia: " Spera in Deo et Fac Bonitatem " e  " Spes mea in Deo meo" obtêm-se por metonímia de " Sphera " aludindo à esperança em Deus cuja glória envolve o homem e o mundo: " Primus circundedisti me ".


Enviado por Antônio Soares Borges
.      Lábios que eu beijei
...........................................


     Joel Boechat  Cantinho
      De Devaneios

Foi Deus que fez o Amor ,  deu Perfume à flor , deu a Beleza à  Mulher  e , para Proteger a flor
Da raiz , até o  galho ,  colocou
Seu   imenso  amor ,  em  uma
Simples  gota  de  orvalho

Junho , é bastante  fria a Noite      O  inverno  em meu corpo bate  Bem forte como um Açoite Ninguém para abraçar e beijar

Na volúpia de intensos desejos
Queria rechear  aquela boca de
Beijos ardentes, bem sensuais
Só  encontrava  os  insípidos e
Frios em bocas desiguais

Daqueles  beijos ,  já  farto
Retornava  triste ao quarto
Recordando   os   ardentes
Tāo  termos ,  pedindo que 
Os meus ,  fossem iguais

Ansiava aconchegá-la em
Meu peito
Nesse devaneio e anseios
Sentir  o  suave  roçar  dos
Seus seios
Sonhando  tê- la  em meu
Leito
Pouco  a  pouco  ,  sonhos
Desfeitos

Nas poucas noites do nosso
Amor , durante  intervalos do Sonhos
Nos  festivais de sorrisos ...
Côrso dos  nossos velhos e
Lindos Carnavais

Os  Beijos  que eu  te dei
Nos blocos  da  saudade
E das Ilusões ...
Teus Lábios,suaves  nos
Meus, eram só emoções

Trêmulos  e  bem nervosos
Como anúncios luminosos
Que são  a vida a sorrir
Me  deixavam  num dilema

Se  separasse meus lábios 
Dos teus, pelas nossas vãs
Origens  e  raízes , ficariam
Cicatrizes  nos  labios teus
E nos meus ?

Acabaram  se as festas ...
Grandiosas  orquestras , os
Salões Iluminados
Carnaval de nossas  farras

Ficaram a tristeza e noites
Frias
As dores das amarras nos
Semblantes

Não mais , vivazes belezas
E   coloridas fantasias nos
Beijos dos dois Amantes!

SENTIDO DA VIDA, por ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

SENTIDO DA VIDA:

"O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d’água e bebesse.
– Qual é o gosto? – perguntou o Mestre.
– Ruim – disse o aprendiz.
O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago.
Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago, então o velho disse:
– Beba um pouco dessa água.
Enquanto a água escorria do queixo do jovem, o Mestre perguntou:
– Qual é o gosto?
– Bom! – disse o rapaz.
– Você sente o gosto do sal? – Perguntou o Mestre.
– Não – disse o jovem.
O Mestre então sentou ao lado do jovem, pegou sua mão e disse:
– A dor na vida de uma pessoa é inevitável. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Então, quando você sofrer, a única coisa que você deve fazer é aumentar a percepção das coisas boas que você tem na vida.
Deixe de ser um copo. Torne-se um lago."

Autor desc.

Roger LX



A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Discutir não alimenta.
Reclamar não resolve.
Revolta não auxilia.
Desespero não ilumina.
Tristeza não leva a nada.
Lágrimas não substitui suor.
Irritação intoxica.
Deserção agrava.
Calúnia responde sempre com o pior.
Para todos os males, só existe um medicamento de eficiência comprovada: continuar na paz, compreendendo, ajudando, aguardando o concurso sábio do tempo, na certeza de que o que não for bom para os outros não será bom para nós.
Chico Xavier

Roger LX



domingo, 5 de abril de 2020

A NOVA MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Dia 05 de Abril - Dia internacional do Filho.

Os Filhos, sem dúvida alguma, são superimportantes para os seus pais, e hoje, 05 de abril, é comemorado o dia do Filho!

Filho muda nossas vidas...

Filho transforma todas as cores de nossos dias em arco-íris deslumbrantes.

O amor pelos filhos não é dividido, é apenas multiplicado!

Filhos são anjos que Deus coloca em nossas vidas. Eles nos ensinam a amar, a dividir, a somar.

Um filho pode ficar grande demais para o seu colo. Mas ele nunca ficará grande demais para o seu coração.

“Filho - Só Deus sabe os caminhos que você vai percorrer na vida..., mas minha oração é que Deus te guarde em todo lugar e de todo mal.”

Amém!

Roger LX


A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Domingo de Ramos: Jesus aclamado e depois crucificado

“Comemoração da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém.”

Domingo de Ramos é uma festa móvel cristã celebrada no domingo antes da Páscoa. A festa comemora a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, um evento da vida de Jesus mencionado nos quatro evangelhos canônicos. Diz a tradição que Jesus teria entrado pela porta dourada de Jerusalém. O Domingo de Ramos ganhou seu nome por causa dos ramos colocados no chão diante de Jesus.

“Domingo de Ramos marca o início da Semana Santa.”

A Semana Santa é um dos tempos litúrgicos mais importantes do calendário cristão. O Domingo de Ramos, celebra-se a entrada solene de Jesus em Jerusalém, que marca o começo da Semana Santa e prepara os cristãos para reviver a Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor. Os ramos, abençoados nesse dia, são o sinal da vitória da vida sobre a morte e o pecado. Desde 1984, por iniciativa de João Paulo II, no Domingo de Ramos se comemora também a festa dos jovens, em todas as dioceses do mundo.

Em Mateus 21, 8 vemos que “uma grande multidão estendeu seus mantos pelo caminho; outros cortaram ramos de árvores e os espalharam pelo caminho” para Jesus passar, com seu jumentinho. E assim recordamos e celebramos até hoje. O povo de Jerusalém estava esperançoso pela chegada de Jesus, o Messias, aquele que veio para os pobres, que iria trazer a libertação para o povo que tanto sofria com os abusos da política, do comércio…

Hoje, somos nós que aguardamos esperançosos pela vinda de Jesus. Diante de tanta corrupção, abuso de poder, impostos abusivos, transmissões de doenças, violência. Um povo esquecido e necessitado, sem cuidados e assistência de quem deveria trabalhar para o bem deste povo.

Temos muitos motivos para nos unir em oração, para sermos solidários uns com os outros, refletir todos os momentos de sofrimento pelos quais Jesus teve de passar e nos fortalecer para viver a Páscoa do Senhor!

Assim como Jesus entrou em Jerusalém no Domingo de Ramos, aclamado pelo povo, um dia ele voltará e todos irão reconhecê-lo como seu rei. Esse será um dia de grande alegria para o povo de Deus, porque marcará o início de uma eternidade junto com Jesus!

Um Abençoado Domingo de Ramos e Feliz Semana Santa!

Fonte internet

Roger LX



.              Varrendo o lixo
...........................................



   Joel Boechat-Cantinho
   Do Cordel

            Quem canta seus
            Males espanta
            Lá ri ri lá, a minha
            Sogra é uma anta


Minha sogra  muito folgada
Forte feito uma leoa  passa 
O dia todinho à toa
No   sofá  da   sala  sentada
Não   ajuda  a filha em nada

Nos   conselhos , por vezes,
Essa  casca de  barata   até
Que está só um  pouquinho 
Certa e sensata

Olha   só  os  conselhos que
Me  deu   essa   velha  chata

Com   paciência, meu nego
Vais  ter que  " encarará"  os  Entediante dias

Passe  arcool gel  nas mão
Tome  um  banho ,  de  todo
Capricho
Brinque    só  um pouquinho
Com as criança 
Finja  que  estás  na  escola
Dando aula
Pôe  merenda   nas sacolas

"Adispois"...
Coloca   ração nas vasilhas
Pega o cocô dos cachorros
Coloca  numa  sacolinha  e
Joga na lata do lixo

Ajuda a tua Mulher ,  seu Zé,
Pega o   sabão  e  panos  de
Prato
Tu   vais   te   "adistraí"   um
Tantim.
Isso  vai  ser  um barato ! !

Lava  as  louça  do  café e
Enxuga  as  faca , garfo  e
Chícara,  os  pires , copos
E as  colhé
Guarda  tudim  nus  lugar

A   lavadeira   tá  em  casa
Em quarentena
Tire  as  roupas   dos  vará
Parece que vai chuvê

Ajeita   no   teto as antenas
Tá  fazendo   sombra  na tv
Vê  só   quantas  roupa  tua
Patrôa   tem   "prumodi"  de
Passá
E as que estao pra lavá

Dentro    de  pouco   tempo
Termina   as  atroz   prisão
Que inferniza os  teus dias
E os  nossos nervo  atrofia

Lembra   que , as  lagartas
Têm  só  as  folhas   como
Casa
Mas, um dia  , vai ganhar
Pelas   metamorfose , um
Colorido  par  de   asas   e
Uma  nova moradia 

Das folhas ,  para as flores
"Avoa" no ar  pelos  jardins
Gozando  a  sua  liberdade
Das  prisão  que   teve  fim
Esvoaçantes   ,  tranquilas
E vadias

Tu livre  desses pobremas
Voltarás  aos   melhores  e
E mais belo dias
Do  trabalho  ,   com   amor
De  sonhos  e  fantasias

Antes   de  ires prá  drurmí
Não  assista   jornais nem
As novela
Apreceia , umas espiadas
Nas  ruas  ,   pelas   janela

Relaxa ômi tome  um  chá
De   pau  de   canela   com 
Umas bolacha
Desligue ...  a  televisão

Leia uns  livro
Acabe    com  a nostargia
O  Amor ,  dor  e  a paixão
Tu vai  encontrá....
Nas  letra  de    uns   bão
Cordel
Ou  de  argumas poesias...

sábado, 4 de abril de 2020

A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Palavra de hoje:

O valor de um bom dia não está para quem dá, mas sim para quem recebe...
Então bom dia amigos, Deus os abençõe.

"Tudo aquilo que realmente importa na vida, não tem preço e sim valor."

"Todo aprendizado deve ser repassado, assim como todo ensinamento deve ser valorizado."

Roger LX


Maria Beatriz é membro do Museu Imaterial da Diversidade Cultural



ACADEMIA INTERNACIONAL DA UNIÃO CULTURAL
MUSEU IMATERIAL DA DIVERSIDADE CULTURAL
- INFORMAÇÃO nº 280
---> NOMEAÇÃO COMO MEMBRO
--- O Presidente da ACADEMIA INTERNACIONAL DA UNIÃO CULTURAL, neste ato acumulando a função de Curador do Museu Imaterial da Diversidade Cultural, no uso de suas atribuições, visando à promoção da história, do folclore, da arqueologia, da paleontologia, da preservação das memórias local, nacional e mundial, da sociologia, da antropologia, da filosofia, das tradições e costumes populares e do trabalhos em prol desta instituição, dentre outras manifestações salutares à humanidade, NOMEIA a acadêmica efetiva fundadora MARIA BEATRIZ SILVA, residente em Laje do Muriaé, Estado do Rio de Janeiro, Brasil, para compor os quadros do Museu Imaterial da Diversidade Cultural, no grau de MEMBRO, como reconhecimento a excelência evidenciada no exercício de suas atividades enquanto idealizadora de Associação Cultural e Educacional e de Centro Cultural, incentivadora do artesanato como expressão cultural local, criadora de biblioteca, fomentadora da preservação da memória através do resgate de grupos folclóricos e da história de sua cidade através de criação de acervo de fotografias, informações e audiovisual e pelo grande apoio na formação desta Academia.
--- A diplomação em documento do Museu Imaterial tornar-se-á público a partir do evento oficial de posse, a ser realizado no decorrer do segundo semestre do presente ano.
--- A membro Maria Beatriz é a quarto a integrar o Museu Imaterial da Diversidade Cultural.
-------> Taubaté-SP - Brasil, 2/abril/2020.
Luiz Antonio Cardoso e Anete Simões.

sexta-feira, 3 de abril de 2020

Oração a São Sebastião em tempo da pandemia


.       A  Melhor Páscoa
.............................................


    Joel Boechat- Cantinho
    Da fé e celebrações

Começa a Semana Santa !
Símbolo  do  Cristianismo
Era  o princípio do fim dos
Poderosos  do   Mundo   e
Seus  sarcasmos 

Domingo de Ramos!
Entrada   sobranceira  em Jerusalém
Cristo  o  Amigo que  veio
Pela  nossa  Paz e  nosso
Eterno bem

Foi  Seu caminho coberto
Pelo  carinho  e folhas de
Palmeiras ...

Em  Seu Sagrado Coração
O  calor  das   mensagens
De Amor,  Fé,  Coragem
E União
Sentimento de Piedade e
Amor  pela  Humanidade

Sexta-feira, morre Nosso
Mestre na Cruz
Relâmpagos, coriscos e
Crateras que se fendem
Pela terra
Junto a  fortes  rumores
Dos trovões  e  Luz

Suas mensagens de Paz
Para  os  habitantes  das
Nações ...
O  Esplendor   das Luzes
Para aquela era

Sem  um  rumo , sofrendo
A realidade
Iniquidade  dos senhores
Donos  daTerra

No    Radiante    Domingo
Da Páscoa
Celebrava a Ressurreição
Dando  as Suas  Bençãos
Sagradas
A  cada   pedaço  de  pão

O  Amor pela nossa raça
Com   ardoroso   carinho
Suave e delicioso  vinho
Que foi servido  por  Ele
Em  lindas  e cristalinas
Taças

A melhor Páscoa ....
Servida  em  casa  com Humildade ...
Paz,  serenidade e  Luz
Celebrando a Vida, Paixão
Morte , Ressureição
Do   Mestre  e   Senhor
Bom Jesus!

A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

"Se o amanhecer é o primeiro milagre do dia, agradecer é primeira oração."

Viver é a arte de realizar sonhos...
Nunca desista dos seus...
Afinal, sonhar é de graça.
Encontre dentro do seu coração a energia para ser o artista da sua criação.
O sol da vida está dentro de você...

"Nunca deixe de lutar..."

Roger LX





quinta-feira, 2 de abril de 2020

Em dia de aniversário da nossa cidade...

"A Ponta Delgada: aldeia, vila e cidade

Quando descoberta a ilha de São Miguel, no arquipélago dos Açores, encontrava-se revestida por uma cobertura de árvores altas e arbustos assim como um intenso matagal. Deparados com um cenário de natureza indomada, os povoadores portugueses de quatrocentos e de quinhentos, tiveram de transformá-lo e preparar o seu novo habitat. Assim, só podemos imaginar as localidades micaelenses nos seus primórdios, cobertas de densa vegetação e de muito arvoredo, como o loureiro, a faia, o cedro e o tamujo:

“Esta ilha de São Miguel em que, Senhora, estamos é montuosa e regada de ribeiras, e era logo, quando se achou, coberta de arvoredo, graciosa em sua situação e, por ser húmida com as águas das chuvas e ribeiras e quente do sol, criou tantos e tão espessos arvoredos que com sua sombra conservavam nela esta humidade sempre fresca e durável, com que ela ficou e estava no princípio tão fumosa de tão grossos vapores, sem ter o sol força para os gastar nem penetrar com seus raios, nem os ventos livre entrada para os lançar daqueles lugares sombrios da espessura do arvoredo (…) Mas, o que em longíssimos e antiquíssimos anos foi criado, em tão poucos se queimou, roçou e consumiu quase tudo depois de achada (…).” (FRUTUOSO, 1981: 140)

Para a exploração da terra recorreu-se aos métodos de roçagem e enfogueiramento que, usados em simultâneo, possibilitaram o nascimento das primeiras clareiras. Segundo Raquel Soeiro de Brito, o homem transformou a vegetação que encontrou, abrindo largas clareiras nas antigas florestas e introduziu muitas plantas que se propagaram rapidamente. O desbravar dos terrenos seria uma das primeiras preocupações para garantir a subsistência. Teve lugar também a procura do bem essencial a todos os seres vivos: a água. Procedeu-se à criação de animais, para alimento ou meio de deslocação, assim como a utilização da madeira para a construção de habitações, meios de transporte, utensílios agrícolas, apetrechos domésticos e como fonte energética.
O sistema de divisão e posse da terra, baseado nas chamadas “dadas” ou “sesmarias”, atribuídas pelo Capitão do Donatário, onde o dono da terra tinha a obrigação de construir “cafua” e “curral”, roçar o terreno, efectuar benfeitorias e estabelecer acessos para uso comum, pretendia promover a fixação de núcleos familiares. O cargo de Capitão do Donatário foi criado em função destes não residirem na ilha de São Miguel e possuía diversos poderes (senhoriais, fiscais, judiciais), entre os quais a atribuição das dadas.
A estrutura fundiária cristalizou muito cedo, em grande parte devido à vinculação dos bens, ainda na primeira metade do século XVI, restringindo o homem comum ao contrato de locação das terras ou ao trabalho a soldo do proprietário. Os pequenos aglomerados ergueram-se consoante a morfologia permitiu, alcançando na íntegra, a orla costeira micaelense.
O “sítio” de Ponta Delgada na era de quinhentos apresentava-se primitivamente coberto de mato, constituindo um “solitário ermo”, que fazia as delícias dos nobres vila-franquenses ao proporcionar-lhes longas caçadas. Posteriormente passou de “modesto lugar” a “pequena aldeia”, depois foi vila em 1499 e por último foi elevada a cidade em 1546. Adquiriu território, população e produção, alcançando aproximadamente o terço da ilha em meados do seculo XVI:

“Alguns anos depois do descobrimento e povoação desta ilha, era vila somente Vila Franca do Campo e a cabeça de toda ela, sem haver outra, senão alguns lugares, como suas aldeias, em que havia juízes pedâneos e alcaides, e seus moradores eram obrigados a ir a ela todos os dias de festa principais, em que havia procissões solenes. E, como no lugar da Ponta Delgada moravam homens nobres e poderosos, onde tinham grossas fazendas e herdades de boas terras, que os Capitães desta ilha lhes deram, sendo ricos e prósperos, não estavam muito contentes por os obrigarem a ir a Vila Franca muitas vezes, em diversos sucessos; alguns dos quais, a que pude saber os nomes, eram Nuno Gonçalves Botelho; Fernão Gonçalves, o Matoso; Rui Lopes da Silva; Pero de Teves; Fernão do Quental; Francisco Dias Caiado; João da Castanheira; Pero Jorge; João Gonçalves, o Tangedor; Álvaro Pires, procurador; João Alvres do Olho; Fernão de Lima e outros mais; - todos os quais, indo a Vila Franca pelas festas em que eram obrigados, foram uma (dizem ser dia do Corpo de Deus) em que deram uma tocha, para levar na procissão, a Pero Jorge, pai de Hierónimo Jorge, e pondo-se um Antão Pacheco, pai de Pero Pacheco, de Vila Franca, detrás dele com outra tocha, com ela, ou por descuido ou por malícia ou zombando, lhe pingou um tabardo novo, que ele levava vestido, como então se costumava (outros dizem que era um capuz cerrado, de punho preto fino); e olhando o Pero Jorge para trás, vendo-se pingado, levando o capuz por cima da cabeça, arrancou logo sua espada contra quem lho pingara, com que se armou um grande arruído, ajuntando-se, como em bandos de parte a parte, muita gente, onde houve alguns feridos e se desordenou a procissão. Pero Jorge e os da Ponta Delgada que eram da sua parte, por carregarem todos os de Vila Franca sobre eles, tiveram trabalho, indo-se recolhendo até ao porto, onde se recolheram em três barcos em que haviam ido; e chegados neles à sua freguesia se amotinaram e ajuntaram todos os moradores do lugar da Ponta Delgada, e se ajustaram antre si de não obedecer a Vila Franca e procurar fazer a Ponta Delgada vila, para o qual, fazendo sua petição, mandaram logo ao Reino, secretamente, a Fernão Jorge, ainda solteiro, irmão de Pero Jorge, ambos filhos de Jorge Velho e de Africanes, uns dizem por via da Terceira, onde foi buscar embarcação, outros afirmam que desta ilha direito ao Regno, em uma caravela carregada de cevada, com pretexto de a ir vender a Lisboa. De qualquer modo que seja, ele foi dissimuladamente, sem se saber ao que ia, por terem jurado todos os deste acordo o terem em segredo até serem providos, porque, além dos de Vila-Franca serem contra isso, também o era o corregedor, chamado Macarote que então nesta ilha residia com alçada. (…) sabido pelos moradores da Vila-Franca, com muita pressa puseram embargos a ser Ponta Delgada vila, diante de Pero Roiz da Câmara, o qual lhes respondeu não sabia que lhes fizesse, porque os da Ponta Delgada andavam com suas varas alevantadas e já lhes não podia valer. Dali por diante, sempre tiveram diferenças os da Ponta Delgada com os de Vila-Franca, como os da Alagoa com Água do Pau, em tanta maneira que uma vez foram os da Ponta Delgada pôr uma bandeira junto de Vila-Franca, com armas, tambor e mantimento; até os moços de ambas estas vilas antre si, quando se encontravam, tinham crua guerra. Rompendo-se depois o primeiro alvará de vila, que trouxe Fernão Jorge, por ser passado em papel, mandou o mesmo Rei D. Manuel passar outro em pergaminho, feito na vila de Abrantes, onde então estava, aos vinte e oito dias de Maio da era de mil e quinhentos e sete (…) com que alargou e fez seu limite além da Relva, Feiteiras, Mosteiros, Santo António e Fanais, e depois acrescentou a Candelária, S. Sebastião e Bretanha, os quais lugares pelo tempo em diante se fizeram e são sufraganhos à mesma vila da Ponta Delgada, que el-Rei D. João III, do nome, fez cidade, de seu motu próprio, a dois dias do mês de Abril da era de mil e quinhentos e quarenta e seis (…). Com a qual nova começaram os moradores da cidade negociar dali por diante a cavalo, em que pareciam bem pelas ruas e praças, e se fizeram muitas festas, agradecendo a el-Rei a mercê que lhes fizera.”. (FRUTUOSO, 1981: 168)

Em contrapartida salientava-se a floresta entre os aglomerados, preenchendo o panorama natural e circunscrevendo o território, que Rui Almeida designa como “ermo”. Cabia-lhe delimitar os núcleos habitacionais e preservar a “reserva florestal”. Este manto verde era caracterizado como aposento do mágico e do fantástico, dos animais selvagens, dos refugiados, marginais e eremitas, que no silêncio procuravam a elevação do espírito.
Surgem nos finais do século XV e inícios do século XVI modestas vias que permitiam a comunicação entre as áreas mais distantes e os aglomerados, conforme as necessidades de transporte de pessoas, animais e bens. Nas centúrias seguintes, a estrutura viária aumentou: surgiram novos e melhores acessos, acompanhando as novas fixações.
As dinâmicas territoriais estavam centradas na cidade de Ponta Delgada, que se estende quer ao longo da costa, quer para norte a partir do eixo entre a área central da cidade e o recolhimento de Sant’Ana.
A intensa obra de povoamento e o comércio crescente justificaram que em meados de quinhentos Ponta Delgada, o principal porto marítimo e mais populoso núcleo humano, adquirisse o estatuto de cidade tendo como termo concelhio todo o território ocidental da ilha.

In “Arrifes: Detentores de Património Cultural?” de 2019.

Este texto não segue o novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa.

Enviado por Antônio Soares Borges

A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Dia Mundial de Conscientização do Autismo.

“O preconceito ainda persiste.”

O Dia Mundial da Conscientização do Autismo, ou simplesmente Dia Mundial do Autismo, é comemorado em 2 de abril.

A data visa ajudar a conscientizar a população mundial sobre o Autismo, um transtorno que acomete pessoas de todas as classes sociais e etnias. Chama a atenção para a importância de conhecer e tratar o transtorno que atinge mais de 70 milhões de pessoas no mundo, sendo cerca de dois milhões no Brasil.

Abril Azul - mês de luta pelos que vivem com o transtorno. Neste mês, vários pontos turísticos do país são iluminados de azul, cor que simboliza o Autismo. Mesmo com o esforço pela causa, as barreiras enfrentadas por pacientes e familiares ainda são grandes. A maior delas, segundo especialistas, é o preconceito.

Origem do Dia Mundial do Autismo:
O Dia Mundial de Conscientização do Autismo foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 18 de dezembro de 2007, com o intuito de alertar as sociedades e governantes sobre esta doença, ajudando a derrubar preconceitos e esclarecer a todos.

Dia do Autismo no Brasil:
No Brasil, o Dia Mundial do Autismo é celebrado com palestras e eventos públicos que acontecem por várias cidades brasileiras. O objetivo é o mesmo em todo o lugar, ajudar a conscientizar e informar as pessoas sobre o que é o Autismo e como lidar com a doença.
Nesta data, vários pontos turísticos do país são iluminados de azul, cor que simboliza o Autismo.

O que é o Autismo?
O Autismo pertence a um grupo de doenças do desenvolvimento cerebral, conhecido por “Transtornos de Espectro Autista” – TEA.

Os sintomas do autismo são: fobias, agressividade, dificuldades de aprendizagem, dificuldades de relacionamento, por exemplo. No entanto, vale ressaltar que o autismo é único para cada pessoa. Existem vários níveis diferentes de autismo, até mesmo pessoas que apresentam o transtorno, mas sem nenhum tipo de atraso mental.

“Os Autistas veem o mundo de uma maneira diferente.”

“Se ouvir gritos, choros, e barulhos altos – respeite – pois estou no meu momento de crise.”

Aceitar é uma escolha sua!
Respeitar é uma escolha de todos!

Roger LX
(Fonte internet)




quarta-feira, 1 de abril de 2020

A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

1º DE ABRIL É O DIA DA MENTIRA.

Você sabia que o dia da mentira teve a sua origem na França? Pois é, a data é uma tradição antiga e nasceu no século XIV. Desde então, o costume de pregar peças neste dia se espalhou por quase todo mundo. Legal, né?! Mas, lembre-se de brincar com os amigos sempre com responsabilidade.

Hoje é dia de lembrar daquelas promessas que não foram cumpridas.
Parabéns para as pessoas que não deixam a peteca cair.
Se você lembra de alguma promessa não cumprida, conte aqui pra gente.

"Lembre-se que a mentira não aumenta o nariz, mas diminui a confiança."

Roger LX



terça-feira, 31 de março de 2020

O Património Subaquático dos Açores acaba de ser premiado com a Marca de Património Europeu pela Comissão Europeia.

"No caso do arquipélago dos Açores, Bruxelas destaca estar ligado “a diferentes aspetos da história e comércio europeus do século XVI ao XX”.

A Comissão Europeia realça a rota da prata para a América do Sul, o mercado de escravos transatlântico, conflitos militares como a guerra da independência americana e as duas guerras mundiais, e ainda os navios que transportavam emigrantes da Europa para o continente americano.

O património cultural subaquático dos Açores consiste numa rede de 30 zonas pública de mergulho centradas numa série de destroços datados entre os séculos XV e XX.

Aos Açores juntam-se, por exemplo, a zona arqueológica de Ostia Anctica, em Itália, e o castelo de Kynžvart, na República Checa, entre outros.

Os locais classificados como património europeu foram escolhidos por um júri entre as candidaturas apresentadas pelos Estados-membros participantes.

Com a decisão de hoje são já 48 os locais classificados por Bruxelas.

De Portugal, estavam já incluídos nesta lista o Promontório de Sagres, no distrito de Faro, a Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra e a Carta de Lei de Abolição da Pena de Morte, patente na Torre do Tombo, em Lisboa".

Notícia Agência Lusa

Créditos fotográficos: Joao Bruges

(Facebook Cultura Açores)


Enviado por Antônio Soares Borges

Tapetes, por Rogerio Loureiro Xavier

Olá pessoa amiga e do bem.

Assunto: Tapetes

Solicitamos que retirem os tapetes das entradas dos apartamentos. Na Alemanha descobriu-se que os tapetes eram verdadeiros “criadouros” do vírus. Troquem o tapete por um pano úmido com água sanitária, assim estaremos minimizando mais um local para a disseminação do vírus e protegendo a funcionária da limpeza.
A maioria dos tapetes do condominio foi retirado.

Contamos com a compreensão de todos!

Roger LX

A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Desejo um belo dia pra todos nós!

Que a luz desse novo amanhecer comece dentro de você, renovando sua fé e te capacitando a vencer cada segundo do seu dia.
Desesperar jamais!
Desistir nem pensar!!

"Nós nunca podemos nos acovardar e pensar que somos perdedores. Devemos seguir em frente o tempo todo, sem termos medo do futuro que nos espera de braços abertos com belo e largo sorriso."

Roger LX


Como enfrentar a quarentena

Do Livro Vermelho de Carl Gustav Jung:

- Capitão, o menino está preocupado e muito inquieto devido à quarentena que o porto nos impôs.
- O que te inquieta, menino? Não tens comida suficiente? Não dormes o suficiente?
- Não é isso, Capitão. É que não suporto não poder ir à terra e abraçar minha família.
- E se te deixassem sair do navio e estivesses contaminado, suportarias a culpa de infectar alguém que não tem condições de aguentar a doença?
- Não me perdoaria nunca, mas para mim inventaram essa peste.
- Pode ser, mas e se não foi inventada?
- Entendo o que queres dizer, mas me sinto privado da minha liberdade, Capitão, me privaram de algo.
- E tu te privas ainda mais de algo.
- Está de brincadeira, comigo?
- De forma alguma. Se te privas de algo sem responder de maneira adequada, terás perdido.
- Então quer dizer, segundo me dizes, que se me tiram algo, para vencer eu devo privar-me de mais alguma coisa por mim mesmo?
- Exatamente. Eu fiz quarentena há 7 anos atrás.
- E o que foi que tiveste de te privar?
- Eu tinha que esperar mais de 20 dias dentro do barco. Havia meses em que eu ansiava por chegar ao porto e desfrutar da primavera em terra. Houve uma epidemia. No Porto Abril nos proibiram de descer. Os primeiras dias foram duros. Me sentia como vocês. Logo comecei a confrontar aquelas imposições utilizando a lógica. Sabia que depois de 21 dias deste comportamento se cria um hábito, e em vez de me lamentar e criar hábitos desastrosos, comecei a comportar-me de maneira diferente de todos os demais. Comecei com o alimento. Me impus comer a metade do quanto comia habitualmente. Depois comecei a selecionar os alimentos de mais fácil digestão, para não sobrecarregar o corpo. Passei a me nutrir de alimentos que, por tradição histórica, haviam mantido o homem com saúde.
O passo seguinte foi unir a isso uma depuração de pensamentos pouco saudáveis e ter cada vez mais pensamentos elevados e nobres. Me impus ler ao menos uma página a cada dia de um argumento que não conhecia. Me impus fazer exercícios sobre a ponte do barco. Um velho hindu me havia dito anos antes, que o corpo se potencializava ao reter o alento. Me impus fazer profundas respirações completas a cada manhã. Creio que meus pulmões nunca haviam chegado a tamanha capacidade e força. A parte da tarde era a hora das orações, a hora de agradecer a uma entidade qualquer por não me haver dado, como destino, privações graves durante toda minha vida.
O hindu me havia aconselhado também a criar o hábito de imaginar a luz entrando em mim e me tornando mais forte. Podia funcionar também para as pessoas queridas que estavam distantes e, assim, integrei também esta prática na minha rotina diária dentro do barco.
Em vez de pensar em tudo que não podia fazer, pensava no que faria uma vez chegado à terra firme. Visualizava as cenas de cada dia, as vivia intensamente e gozava da espera. Tudo o que podemos obter em seguida não é interessante. Nunca. A espera serve para sublimar o desejo e torná-lo mais poderoso. Eu me privei de alimentos suculentos, de garrafas de rum e outras delícias. Me havia privado de jogar baralho, de dormir muito, de praticar o ócio, de pensar apenas no que me privaram.
- Como acabou, Capitão?
- Eu adquiri todos aqueles hábitos novos. Me deixaram baixar do barco muito tempo depois do previsto.
- Privaram vocês da primavera, então?
- Sim, naquele ano me privaram da primavera, e de muitas coisas mais, mas eu, mesmo assim, floresci, levei a primavera dentro de mim, e ninguém nunca mais pode tirá-la de mim.

Enviado por Lucília Stanzani
.   Bom Jesus
          Linda história
             Eu também fui feliz!
............................................



     Joel Boechat - Cantinho
      do Amor e saudade

Nos  idos  da juventude
E, há  quem  diga   que
Eu era  um guapo rapaz,
Visitei Bom Jesus
Terra de queridos avós
E de meus pais

Li ,  no  ECLB,  grande
Espaço Cultural..
Os imortais  jornalistas
Escritoras  e escritores
Nobres   Governadores
E seus bons  artistas

No palco iluminado de
Bom Jesus eles foram                      Muito Felizes

Nos  bons  momentos
Os  melhores atores e
Atrizes
Filhos  da  Bom Jesus
Nossa doce,  pequena
Serena  cidade-luz

A  fé,  o  amor  em sua
Plenitude
A  alegria  e  a bondade
Chama ardente  da paz
E da  sua fraternidade
No coração dessa  boa
Gente a emoção

O  imortal   Padre Melo !
Homem de fé e resoluta
Atitude
Glorifica sua Bom Jesus
Abençoando  o pequeno 
Doce torrão

Oh ! Senhor Bom Jesus
De brilhos  infinitos ...
Esses pequenos astros
Os teus céus enluarão

São  as  "pérolas"  das
Lagrimas que gotejam
De  meus  olhos  por ti

É de meu coração que
Dedico  às chamas da
Paixão.... Das minhas
Poesias ...
Em feitio de oração!

segunda-feira, 30 de março de 2020

ANIVERSÁRIO



 No TEMPO em que festejavam o dia dos meus anos,
 Eu era feliz e ninguém estava morto.
 Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos,
 E a alegria de todos, e a minha, estava certa com uma religião qualquer.

 No TEMPO em que festejavam o dia dos meus anos,
 Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma,
 De ser inteligente para entre a família,
 E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.
 Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças.
 Quando vim a olhar para a vida, perdera o sentido da vida.

 Sim, o que fui de suposto a mim-mesmo,
 O que fui de coração e parentesco.
 O que fui de serões de meia-província,
 O que fui de amarem-me e eu ser menino,
 O que fui — ai, meu Deus!, o que só hoje sei que fui...
 A que distância!...
 (Nem o acho...)
 O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!

 O que eu sou hoje é como a umidade no corredor do fim da casa,
 Pondo grelado nas paredes...
 O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme através das minhas
 lágrimas),
 O que eu sou hoje é terem vendido a casa,
 É terem morrido todos,
 É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio...

 No tempo em que festejavam o dia dos meus anos...
 Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo!
 Desejo físico da alma de se encontrar ali outra vez,
 Por uma viagem metafísica e carnal,
 Com uma dualidade de eu para mim...
 Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes!

 Vejo tudo outra vez com uma nitidez que me cega para o que há aqui...
 A mesa posta com mais lugares, com melhores desenhos na loiça, com mais       copos,
 O aparador com muitas coisas — doces, frutas o resto na sombra debaixo do alçado —,
As tias velhas, os primos diferentes, e tudo era por minha causa,
 No tempo em que festejavam o dia dos meus anos...

 Pára, meu coração!
 Não penses! Deixa o pensar na cabeça!
 Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!
 Hoje já não faço anos.
 Duro.
 Somam-se-me dias.
 Serei velho quando o for.
 Mais nada.
 Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira!...

 O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!...

Fernando Pessoa
(Álvaro de Campos)

15/10/1929

Enviado por Antônio Soares Borges
.         Um sonho a mais
**************************



   Joel Boechat - cantinho
   De  devaneios .
   Do cancioneiro popular...
   Tributo a Anísio Silva
   Tudo foi ilusão !

    O Sol que outrora brilhou
    Em minha vida , apagou-
    se , perdeu  a luz  , não
    Brlha mais
    Minha  vida  é  uma noite
    Sem Lua  e sem Estrelas
    E meus   sonhos foram
    Somente  Sonhos e nada
    Mais ...

Das  janelas   bem  floridas
Do meu quarto
Apreciei   a formosa calma
Noite...Me fez bem

Dos problemas  do dia,  já
Estava farto
Um  ai  de amor , tristeza  e Infortúnio
Procurei   livrar-me  da dor
Desse açoite

Vou  me deitar  sob  luz do
Luar
Da  "Rainha da Noite"  , em Plenilúnio
Num  átimo  de   esplendor
A visão cheia  de charme e
Graça
Entra  no  meu  quarto sem
Se anunciar
Atravessando  suas  Luzes
Pela vidraça

Foi  linimento  para  o  meu
Sofrer,  para  o  infortúnio

Deitei-me; então , comecei 
A pensar
Por que  ... todos têm  Direito  ao  anelado  Amor e
Eu sofro ?
Ninguém  vê  a minha  dor
E  meu sofrimento
Ninguém   a   escutar  meus Lamentos
Onde andará o meu Amor ?
Eu preciso de alguém  para Amar...

Tive um sonho!!
E , nesse  sonho, como os
Poetas  descreveram  seus
Devaneios e poesias ...
Somente  seus  queixumes Quimeras e  suas fantasias

Vieste em  "lindo  sonho"  a
Meu leito
O Amor, enfim, estava no ar
Ondas   deslumbrantes  de Luzes,  para  iluminar seus
Lábios...  E, num só desejo,
O soluço de dor  que sai do 
Meu peito
A ânsia  de amar dos dois Amantes

Represei no coração esses  Momentos  dos plenilúnios
Um  sonho a mais ?...Que
Me importa ?
Supliquei  dos lábios seus
Me disseram....   São  teus
Faça   nesse   momento  de
Mim  o que quiseres...Eu
Farei  de ti o  mais ditoso
Dos homens
E  serei  a mais feliz, entre
Todas as mulheres

Foi  um sonho a mais,  eu
Sei

Em que as  labaredas das Paixões no lenho ardem
E,  de vagarinho, as ilusões Consomem

Ouço, por fim ela dizer...
Serei , para sempre ,  a tua
Mulher

Tu  já és e  serás  também
Para sempre  meu homem!

A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Que a força do nosso querer seja sempre o Amor.

Tudo é possível por algum tempo, mas só o amor é capaz de unir os corações infinitamente.

Por mais longe que esteja...
Por mais difícil que se torne...
Haverá sempre um jeitinho lindo para te dizer....
"Bom dia amiga,  bom dia amigo!"

Roger LX








Esperança a cada manhã
Olhar sem medo
O caminho desconhecido
Crer que vivemos além do que pensamos

É usar a força e a coragem
Que existe dentro de nós
Quando tudo parece perdido
Percebendo que a vida é muito mais

Fé é mover montanhas
Enfrentar perigos
Ser capaz de vencer o medo
E buscar o amor de Deus

Fé é refúgio, fortaleza, um porto seguro
É vencer a angústia
De perguntas sem respostas
e compartilhar alegrias recebidas

É inverter o rumo da vida
Que não nos foi destinado
Seguir em paz a cada amanhecer
Na certeza de que o melhor vai acontecer

Ter um sonho para realizar
Caminhar até onde for permitido chegar
Ter esperança além da dor
Para recomeçar quando preciso for

É deixar para trás
Tudo que a tristeza causou
De um passado morto, sem destino, sem cor
Crer que muito ainda temos a nosso favor
Buscar a luz interior
Acreditando e agradecendo a Deus
Por ser um vencedor.

Maria Beatriz (Flor de Esperança)

"Não fui eu que ordenei a você? Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar."  (Josué 1:9)

domingo, 29 de março de 2020

A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Bom dia abençoado e cheio de esperanças...

"A vida não é certa. Nada aqui é certo! O que é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo, amando, sorrindo, chorando , emocionando, pensando, agindo, querendo, conseguindo... E só assim, é possível chegar àquele momento do dia em que a gente diz: "Graças a Deus deu tudo certo"...'

Roger LX



sábado, 28 de março de 2020

CURA

ESTE POEMA FOI ESCRITO EM 1869...


E as pessoas ficaram em casa.
E leram livros e ouviram.
E descansaram e se exercitaram.
E fizeram arte e brincaram.
E aprenderam novas maneiras de ser.
E pararam.
E ouviram fundo
Alguém meditou
Alguém orou
Alguém dançou
Alguém conheceu sua sombra
E as pessoas começaram a pensar de forma diferente.
E pessoas se curaram
E na ausência de pessoas que viviam de maneiras ignorantes,
Perigosas, sem sentido e sem coração,
Até a Terra começou a se curar.
E quando o perigo terminou.
E as pessoas se encontraram.
Lamentaram pelas pessoas mortas.
E fizeram novas escolhas.
E sonharam com novas visões.
E criaram novos modos de vida.
E curaram a Terra completamente.

Kathleen O'Meara

Nascimento: 1839, Dublin, Irlanda
Falecimento: 10 de novembro de 1888, Paris, França

~ Consciência Crística Brasil~


Enviado por Maria Beatriz do CCMB de Laje do Muriaé

A NOVA MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

O SUPÉRFLUO E O NECESSÁRIO.

"Uns queriam um emprego melhor; outros, um emprego...
Uns queriam uma refeição mais farta; outros, apenas uma refeição...
Uns queriam uma vida mais amena; outros, apenas vivem...
Uns queriam ter pais mais esclarecidos; outros,  apenas ter pais...
Uns queriam ter olhos claros; outros apenas enxergar...
Uns queriam ter voz bonita; outros apenas falar...
Uns queriam o silêncio; outros, ouvir...
Uns queriam um sapato novo; outros, ter pés...
Uns queriam ter um carro; outros, andar...
Uns queriam o supérfluo...
Outros, apenas o necessário..."

Reflexões de Chico Xavier

Roger LX


A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Ola pessoa amiga e do bem.

E pra hoje eu só quero um dia bonito... Aquele que floresce aqui dentro da alma, que irradia alegria, que transmite paz e que contagia... Quero pra mim, pra você e para todos que acreditam que hoje pode ser diferente.

QUE PASSAM PELA NOSSA VIDA

Cada um que passa em nossa vida passa sozinho... Porque cada pessoa é única para nós, e nenhuma substitui a outra. Cada um que passa em nossa vida passa sozinho, mas não vai só... Levam um pouco de nós mesmos e nos deixam um pouco de si mesmos. Há os que levam muito, mas não há os que não levam nada. Há os que deixam muito, mas não há os que não deixam nada. Esta é mais uma bela realidade da vida... A prova tremenda de que cada um é importante é que ninguém se aproxima do outro por acaso...

Roger LX
.  A   B  e   l   e  z  a    M  a  i  o  r

 ****************************



       Joel Boechat  ...Cantinho
       de Poesias e Devaneios
                           
De tudo que eu  pude observar
Pelas estradas da vida
Uma das coisas mais simples
U'a  imagem querida ,  o amor
Iluminado pela  paixão ...

Nas longas caminhadas, não
Sei se  verei  coisa mais linda
Até o final da jornada
Imagem  que guardei em  meu
Coração

No final  de minhas  estrofes
Que  o  poeta  leva em sonho
Nos versos  , rimas , poesias
E  nas asas  de sua  fantasia
Rabiscos  de Amor,  ternura
E emoção

A Beleza Maior ...
De Deus ,  a  criação sublime
Paz, felicidade, amor, é o que
Essa imagem exprime

Diga aí , meu  querido amigo
Parodiando   Carlitos  eterno
Vagabundo... Eu te pergunto
Ja viste coisa mais bela que
Embeleza o nosso Mundo...?

Me diga, o que de mais belo
De maior beleza encontraste
Em toda natureza ?

Lusco-fusco duma pequena Estrela
No manto  dos céus infinitos 
Onde  o  Pai  de  Seres como
Todos Nós
Aflitos...em gritos de dores
E em  escarcéus?

Não entendem que a Maior
Beleza
Não fica envolta em densos
Véus?

Estão  na  pradaria ,  montes
matas, nas fonte ,  nos rios
E as cascatas
E na  minúscula  flor de um
Vergel

O raio solar sobre estuários
Do  encontro de rios bravios
Formados   pelas  águas  de
Muitas fontes
Belezas  abissais  do  Ouro
O  rico  Altar do imaginário

O Arco-íris ,  atravessando
Prismas  de  cristais  , sete
Maravilhosas  cores
Decompondo-se  em originais
Inspirando  arte mais bela

Que  o  pintor inspirado na
Vida ,  coloca as  suas
Emoções na tela

Eu  encontrei  u'a   imagem
Oh ! ...  que  esplendorosa
No primaveril canteiro de
Olentes Rosas
Para mim ... A mais linda
Mais perfeita expressão
Do Amor
O  Colibri beijando a Flor

A beleza Maior,  vibrando
As  pequenas  asas no ar
Satisfação  dos  anseios
E todos os seus desejos
O seu mais terno e doce
Beijo  como num  Sonho
A Sonhar!




sexta-feira, 27 de março de 2020

A NOVA MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Muito criativo:

Não é à toa que a palavra "CORAÇÃO" tem uma "ORAÇÃO" dentro dela. Para toda oração deve ter origem no coração e não na razão/intelecto.

Não é à toa que a palavra "CALMA" tem uma "ALMA" dentro dela. Toda alma precisa de paz verdadeira em CRISTO para permanecer tranquila.

Não é à toa que a palavra  "AMAR" tem um "MAR" inteiro dentro dela. Pois o amor é imenso e profundo como o mar.

E também o "EU" precisa estar dentro de "DEUS" para encontrar-se e completar a si mesmo.

Conclusão.

É na "Oração" de "Coração" que a "Alma" acha a "Calma" e é inundada por um "Mar" de amor divino, e onde o "Eu" se submete a "Deus!

Autor desc.

Roger LX



A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

DIANTE DA PANDEMIA, PEÇAMOS SOCORRO À PODEROSA SANTA RITA DE CÁSSIA.

Ó poderosa Santa Rita de Cássia, Santa dos Impossíveis, advogada dos desesperados, auxiliar na hora extrema, refúgio na dor e salvação para os que se acham nos abismos do desespero. Com toda a confiança no vosso celeste patrocínio, a vós recorro neste momento difícil e imprevisto caso de pandemia que prostrais o mundo e que, dolorosamente, me aflige o coração e, de medo, te peço piedosamente a sua intercessão:

“Ó poderosa e gloriosa Santa Rita de Cássia, chamada Santa das causas impossíveis, advogada dos casos desesperados, auxiliadora da última hora, refúgio e abrigo da dor que arrasta para o abismo do pecado e da desesperança, com toda a confiança em vosso poder junto ao Coração Sagrado de Jesus, a vós recorro no caso difícil e imprevisto, que dolorosamente oprime o meu coração.
Façais banir este mal que assola o mundo e causa inúmeras mortes. Eu suplico, ó poderosa Santa Rita, pela sua intercessão junto ao Nosso Senhor, nosso Deus, a fim de que, curai os doentes, livrai todos da peste e protegeis os profissionais da saúde.
Assim, alcançai a graça que desejamos.
Apresentada por vós a minha oração, o meu pedido, por vós que sois tão amada por Deus, certamente seremos atendido.
Dizei a Nosso Senhor que me valerei da graça para melhorar a minha vida e os meus costumes e para cantar na Terra e no Céu a Divina Misericórdia.
Santa Rita das causas impossíveis, intercedei por nós todos, neste momento difícil e de desespero! Amém.”

Roger LX


REFÚGIO DA LÁGRIMA

Wilma Martins Teixeira Coutinho

Tem momentos que a lágrima se torna imprescindível: quando sentimos dor, quando sentimos saudade, quando sentimos a esperança desvanecer, depois de tanta luta. A lágrima alivia o coração e lava a alma! Depois, vem a bonança que se assemelha à Paz. Somos humanos e choramos! Eu chorei mas não perdi a fé! Apenas dei uma pausa, que já está de volta. São picos do
isolamento e do medo. Afinal, somos humanos!
Façamos a nossa parte!

.     Sábios conselhos do vovô
"""""""""""""""""""""""""""""""""'''"'"""""""""



     Joel Boechat-Cantinho
      Do Cordel

Um dia,  o meu querido Avô
Sentou-se  a  meu lado
E no brilho de seus olhos, eu
Notei  um deles molhado

Como existe  entre eu e meu
Avô muito  amor  e  amizade
Me disse em doces palavras
Com toda a honestidade 
Você,  meu querido netinho,
Ja  está  se  tornando  rapaz
É  nessa  fase da nossa vida
Que  muita  bobagem  se faz

Disse ele a mim ,  então !
No meu tampo, não havia a
Internet , o  wi - fi,  celular
O Computador , o  tablet e
A Magia  da Televisão

Quando chegava a hora de
Uma paixão despertar, nós
Sabíamos   escolher muito
Bem a quem iríamos amar

Antigamente, os fortuitos
Encontros
De um jovem casal , numa
Festa
Nos  festivais de serestas
Ou  nos coretos  da  Praça
Eram  Sonhos e  quimeras
Assistindo  a  banda tocar

Os  suspiros,  os sorrisos
E muitas trocas de olhar
Meu Deus ! que felicidade
Cheiro de Amor no ar

E, depois , embaixo de sua
Janela
Em uma  seresta  para ela
Ele se punha a cantar
Saindo de seus lábios,  os
Tempos do verbo amar

Fazia-se muitas serestas
Com  chamas  da  paixão
Somente  feitas  para  ela
Na sua  voz, toda emoção

Começavam as trocas de
Olhar
Sob argêntea luz de prata
De uma noite de luar

Um grande amor  no meu
Tempo
Não  era  compartilhado
A Ela somente a Ela meu
Terno beijo era dado
Somente a  uma amando
É  que  você  será amado

Aí...  chegou  a minha vez
De, ao meu avô, também
Falar
Quero  contar Vovô, com
Toda a minha sinceridade

Peço guardar  o segredo
Não guardei   virgindade
Na  ânsia e nos  desejos
Eu não conhecia  só  um
Alguém ...

Porque ,  pode  acontecer
Querido vô
Que , nas brinceiras dessa
Vida, 
A  vida , só de  brincadeira,
Transforme a minha vida
Numa Vida de brinquedos
E  nos brinquedos da vida
Também  seja  Brinquedo         
De alguém!

quinta-feira, 26 de março de 2020

.     "  N Ã O  H Á  V A G A S "
..................................................



            Joel Boechat... Cantinho
            Do Cordel

Literatura de cordel é longa e , 
Como se diz aqui no Nordeste 
No  Sertão;  não seja "inxirido"
Só   aperte   o ' curtir ' se  tiver 
Por inteiro , essa história lido.
Foi  escrita  no Linguajar dus
Sertanejo   no desterro.  Num
Arrepare us erro . Essa é uma
História  muito triste ...

          * * *  * * * * * * * **

No  Sertão do Ceará ,  a sêca
Sob um sol inclemente
Torna a terra dura e  rachada 
 E , nem uma  gotinha d'água
Muita enxada enferrujada ...
Nada  se pode cultivar , nem
Há  grão pra se  plantar...
Muita fome... Vamos rezar.
                                                           
Os "óios" dos  caborés razos
D'água    São os espelhos de
Suas mágoas...  O consôlo   
É , do sertão , o Luar  ...             
   
Severino José da Silva, mais
Conhecido por Bíu...
No Sertão do Ceará , muitas
Vezes dormia com fome .
Nem macaxeira ,  cuscuz e  Inhame botava no prato ...

Nem um pedaço de cará ou
Um "mói" de coentro barato
Que é , prás criança sobrá...
E aí  entonce , a fome matá

As "vez" conseguia uns três
 Litro  de farinha
Umas lasquinha de gordura
De charque ...
Que  os ricos podia comprá
Mandava  da carne arrancá

A farinha era pra sua nêga Rosinha..
Fazê farofa, com o resto da
Goma  de  mandioca  e  dar
Da horta pedaço de mamão
O  mingau   dos canenguim Aprepará se dé pra comprá 
Compre aí  uns cinco pão ...

Leite , graças  a Deus , num
Era a questão
Tinha  a  cabra   Margarida
Que ja estava parida ..
Mermo com uma  das teta
Ferida ..
O leite que ela dava, podia
Enchê  um canecão...

O Biu ,  um dia ouviu dizer
Que ,  na cidade de  " Sum
Paulo,  " Maior cidade  do
Brasil ...
Vaga ,  era o que sobrava
Nas obras de construção
Civil ...

Serralheiros, carpinteiros
Pintor ...
Apontador  ,   ladrilheiros
Auxiliares  de  pedreiro e
Armador ...

Vendeu  as  " traias"  que
Ainda tinha ...
Deixo  "Mil contos"" com
Sua  nega Rosinha
E umas compra de carne
De sol e farinha .

Pódi deixá,  minha muié
Que até  mês de agosto
Aí , se Deus e  o  Senhor
Jesus do Horto quisé ... 
Te mando uma coisinha
E   dinheiro que eu pudé 

La chegando foi a umas
Obras de construção ..
Só  via   placas de latão
Que  ,    com dificuldade
Soletrava ...
"NÃO HA VAGAS "

Foi  grande   desolação.
Desespero frio e  garôa
Foi-se  , o  restinho  do
Seu Dinheiro ...
Não sobrou ,  nem  pra
Comprá ..
Uns  pãozinho ou uma
Brôa...

Um cabra que tinha ido
Na 'merma"  situação ..
Deu  um  gole de pinga
Pra Biu  se  sentir mais
Aquecido... cama  que
Fez para os dois ..
Só pedaços de papelão

Conseguiu no  outro dia
Resto  dum  restaurante
Que  ia ser  jogado fóra
Recebeu em bôa hora .

Mas ,  pro café e o jantar
Só  uns  pedaços de pão
Que  conseguiu  guardar
No borso  do seu calção .

Mais doses de cachaça
Com o  choque térmico
Do  frio  , daqueles  que
Racha...
Acelerada  sua morte ...
Acontecia muito com o
Que vinha do Norte ...

A  famía ,  nu  Nordeste
Dele  num teve mais as
 " nutiça"
Como não tinham mais
Nada ...
Ficaram  na má sorte e
Na  "mundíça" ...

Permita  Senhor  !   Meu
Bom Deus e Jesus ...
Depois que passar essa
Crise ...... Que arrasou o
O Brasil

Tenha  alguém  de "Sum
Paulo"  ...
Que  a outros  Biu  avise
Qui  botaram  as  pracas
Na  " tar"  da construção
Civil. ...

E  ,  em letras garrafais
Os  Biu possa  soletrar
Vagas  pra  serralheiro
E ,  auxiliar de pedreiro

Mermo  assim e ,  cum
Pouca  leitura .
Muito dificil  e indecisa
Encontrem  nus versos
das praca, frases  onde
Se leia  ... PRECISA...

A NOVA MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Bom dia em ritmo de desapegos...

“A vida não nos exige grandes sacrifícios… pede-nos apenas para fazermos a nossa viagem com alegria no coração e para sermos uma benção para aqueles que estão ao nosso redor.”

“Seja qual for a sua fé, que ela te torne uma pessoa melhor, livre de julgamentos ao próximo, do preconceito, da inveja que contamina o coração, do ranço que azeda a alma. Que você tenha paz de espírito e dê paz ao outro.”

Roger LX



A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Esperança

"Não se dê por vencido, o jogo ainda não acabou apesar do placar desfavorável. Esperança é para tempos de crise, é força que nos leva até o fim do jogo com esperança da vitória.
Tem esperança aquele que sabe esperar confiantemente, aquele que sabe que as adversidades de hoje se constituem no esterco que prepara a terra para a farta colheita do amanhã."

Chico Xavier

Roger LX


quarta-feira, 25 de março de 2020

O VENDEDOR DE BALÕES, por ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.


Era uma vez um velho homem que vendia balões numa quermesse. Evidentemente, o homem era um bom vendedor, pois deixou um balão vermelho soltar-se e elevar-se nos ares, atraindo, desse modo, uma multidão de jovens compradores de balões. Havia ali perto um menino negro. Estava observando o vendedor e é claro apreciando os balões. Depois de ter soltado o balão vermelho, o homem soltou um azul, depois um amarelo e finalmente um branco. Todos foram subindo até sumirem de vista. O menino, de olhar atento, seguia a cada um. Ficava imaginando mil coisas. Mas uma coisa o aborrecia, o homem não soltava o balão preto. Então se aproximou do vendedor e lhe perguntou: - Moço, se o senhor soltasse o balão preto, ele subiria tanto quanto os outros? O vendedor de balões sorriu compreensivamente para o menino, arrebentou a linha que prendia o balão preto e enquanto ele se elevava nos ares disse: - Não é a cor, filho, é o que está dentro dele que o faz subir.

Roger LX



Poetizando

Wilma Martins Teixeira Coutinho



Vamos florir a vida
Vamos florir  sentimento
Vamos ajudar a todos
A viver este momento

Difícil? Não há dúvida!
É um momento delicado
Vamos rezar em silêncio
E Deus dará seu recado!
.      Sinais dos Tempos
.........................................


      Joel Boechat-cantinho
      Da Fé e Esperança
      É chegada a hora de se 
      Construir a paz ...

Agora , mais juntinho delas,
Tenho tempo para apreciar
Os  desenhos  de casinhas
Com portas e janelas ...
Nunca  tínha  tempo   para 
Dar  atenção  a  coisas tão
Belas ...

À esposa querida,  depois
Dos  cuidados diários tem
Me sobrado um tempinho
Para lhe dar mais atenção
E carinho...

Temos conversado mais e
 Comentamos  sobre todos
Os problemas que nos dão
Medo nos deixando aflitos

Quantas súplicas fazemos
Juntos  em oração  a Jesus
E ao Pai dos Céus infinitos
Não  encontrava momento
Para orarmos  contritos

Recordo e acho que foi do
Meu pai uma herança ...
Pois também passei por
Isso, quando  era criança

Lembro  que   meu  pai era
Um  humilde operário  que
Trabalhava a desoras para
Garantir nosso pão .

Agora, encontro um tempo
Para rezar   pelos  nossos
Irmãos.
Pelos  que  se  encontram
Felizes e , também,  pelos
Irmãos  que se encontram
Distantes do bem

Sentimos nessas horas de
Turbulência,  necessidade
Da paz e da harmonia dos
Céus e de muita paciência
Estamos todos em oração

Nos sentimos melhores ...
Tolerantes e...  Muito mais
Importantes e humanos...

Tudo  vai passar ...Deus de
Amor  e  Bondade,  como
Fez  Nosso  Senhor Jesus
Vai   mostrar-nos    novos                                                                             Caminhos... para  a  Paz                                                                                                                                            E tranquilidade .         

Mais entendimento,  mais
Fraternidade ...
Os  Novos roteiros  de luz
Tão logo  se acalme ...
A Terrível tempestade...

terça-feira, 24 de março de 2020

A NOVA MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

QUERIDOS,  cabe fazer um alerta. Já viajei em vários navios da Marinha do Brasil. Servi quase 10 anos embarcado.
Lembro-me como se fosse ontem, de um tipo de adestramento que a esquadra sempre fazia, chamava-se ENDURANCE.
O endurance nada mais era do que lançar o navio ao mar por 30 dias, sem porto. Eram 30 dias de mar “full time”.
Por que estou lembrando disso? É muito importante que você leia até o final. É um ALERTA para você e sua família.
Durante os endurances, os mais antigos de bordo sempre ficavam preocupados com o "moral" da guarnição, pois lá pelo 15º dia  em diante, varias coisas aconteciam, principalmente o ESTRESS.
Qualquer coisa desencadeava a porrada nos alojamentos, amigos que, antes do navio, mantinham forte relacionamento, paravam de se falar. Qualquer coisa era motivo de brigas e desavenças. Os mais antigos (do Comandante ao Sub) passavam o dia inteiro e a noite toda monitorando "o humor do pessoal a bordo", para se evitar coisas piores. Eu até já presenciei suicídio a bordo. É sério. É perigoso manter pessoas,  antes livres para ir e vir e fazer o que quiserem, de repente, confinados, sem direito a ir a lugar algum. (no caso do navio, a terra mais próxima era o fundo do mar).
Agora traz isso para a realidade atual.
Nossas famílias estão confinadas dentro de casa, e eles não estão acostumados com isso. Nunca fizeram adestramento para tal. É uma situação completamente nova pra todos vocês. Em poucos dias haverá mudança de humor de vários. Preste atenção aos sinais e seja uma pessoa prudente e experiente. Elimine, logo no início, qualquer zum zum zum dentro de casa que possa prejudicar o "humor da casa". É muito importante que você seja a pessoa responsável por isso.
Procure proteger sua familia e não cobre muito. Não seja rabugento, nao espere tudo na mão, não seja dono do controle remoto da tv, nao fique o dia inteiro deitado no sofá bebendo cerveja. Esteja o tempo todo FULL TIME, preocupado com o "humor da casa". Promova jogos, diversão, conversa fiada, estudo bíblico(pra quem é cristão). Assistam filmes juntos, aumente o amor, nunca ao contrário.
Sua casa irá entrar na semana que vem em outro nível psicológico e cabe a você não deixar que o pior aconteça. Você é experiente, eles não.
Mas entenda, vai acontecer. É natural e esperado que aconteça. Entao, como você já sabe disso, seja precavido e não alimente papo errado, nao alimente desavenças, não alimente brigas.
Seus pais, sua mulher, seus filhos, irão ficar estressados muito rapidamente, mas lembra-se:
A ÚNICA PESSOA QUE NÃO PODE FICAR ASSIM É  VOCÊ.

Um Fraterno abraço...

Autor desc.

Roger LX

A MENSAGEM DE ROGERIO LOUREIRO XAVIER

Olá pessoa amiga e do bem.

Ayrton Senna:  Dia de festa!

Hoje um dos maiores ídolos do Brasil completaria 60 anos.

Ayrton Senna da Silva, ou simplesmente Senna, foi um piloto tricampeão de Fórmula 1 das décadas de 80 e 90 e maior ídolo brasileiro do automobilismo. Nasceu em São Paulo, no dia 21 de março de 1960, e morreu de maneira trágica em 1º de maio de 1994, após colidir com uma mureta de proteção no Grande Prêmio de San Marino, em Ímola. Seu velório foi um dos mais marcantes da história do Brasil, durou cerca de 22 horas e foi acompanhado por aproximadamente 240 mil pessoas.

Dentro e fora das pistas, Ayrton Senna foi e sempre será ídolo. Seja encantando o mundo no interior do cockpit ou com expressões motivacionais que nos ensinam até hoje.

Dez frases, que também podem ser chamadas de lições para a vida, do tricampeão mundial de F1, relembre:
1- Após conquistar o terceiro título.
"Para ser honesto, não me sinto o maior ídolo brasileiro. Não me sinto uma pessoa tão
importante assim para merecer uma festa durante uma noite toda no Brasil."
2- Sobre sua maneira de pilotar.
"Não sei dirigir de outra maneira que não seja arriscada. Quando tiver de ultrapassar
vou ultrapassar mesmo. Cada piloto tem o seu limite. O meu é um pouco acima do dos
outros."
3- Objetivo ao correr.
"Acidentes são inesperados e indesejados, mas fazem parte da vida. No momento em que você se senta num carro de corrida e está competindo para vencer, o segundo ou o terceiro lugar não satisfazem. Ou você se compromete com o objetivo da vitória ou não. Isso quer dizer: ou você corre ou não."
4- Sentimento após uma vitória.
"Vocês nunca conseguirão saber como um piloto se sente quando vence uma prova. O capacete oculta sentimentos incompreensíveis."
5- Demonstração de fé.
"O fato de eu acreditar, o fato de eu ter fé em Deus não quer dizer que eu seja imortal, não quer dizer que eu seja imune, eu tenho tanto medo de me machucar quanto qualquer pessoa."
6- O importante é competir?
"O importante é ganhar. Tudo e sempre. Essa história de que o importante é competir não passa de pura demagogia."
7- Como ter privacidade?
"Uma maneira de preservar sua própria imagem é não deixar que o mundo invada sua casa. Foi um modo que encontrei de preservar ao máximo meus valores."
8- Como melhorar o mundo?
"Se a gente quiser modificar alguma coisa, é pelas crianças que devemos começar. Devemos respeitar e educar nossas crianças para que o futuro das nações e do planeta seja digno."
9- ...
"Se a morte deve levar-me, então que seja com toda força, numa curva, porque vejo me mal acabar a minha vida numa cadeira de rodas."
10- Uma das mais lembradas do ídolo (assista abaixo)
"Seja quem você for, seja qualquer posição que você tenha na vida, nível altíssimo ou mais baixo social (sic), tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá."

Por essas e outras, Ayrton Senna foi, é e sempre será um nome a ser lembrado por todos os brasileiros, sejam eles admiradores do automobilismo ou não.

(Fonte internet)

Roger LX



Os primeiros suspiros de uma paixão 
'''"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""'"""''""""



        Joel Boechat...Cantinho de
        meus devaneios 

Em estava sonhando...
O Sol  ainda meio morno e sem
Graça                      
Invadiu minha vidraca e me fez
Acordar...  

Um  sonho  pode ser de muito 
Sofrimento e dor. 
Felizmente, o  meu era  sobre
O Amor ...

Eu  me  lembro , ela  era  linda  
Encantadora  criança...
Seu nome ?...   o nome de uma
Perfumada flor

Inocência  da  infância  , olhos 
Verdes..
Verdes  da  vcor da esperança 
Olhos  verdes, tão lindos que
Me sorriam  e faziam  lembrar 
As águas que eram hora azuis
Hora verdes ...
O verde das águas do mar...

Verdes...Bem Verdes também
E,apesar  de ser só  uma criança 
As águas do meu sonhar...

Esses olhos verdes ...O que do
Meu inocente coração fizeram 
Vale a pena recordar... ?
Será que um dia a encontrarei 
E continuarei a lhe Amar?

Nao sei...
E jamais  encontrei  a  razão 
E nem sei explicar ...
Só   sei  que  era o sonho que 
Sempre desejava sonhar ...

Águas  de peroladas mormas                                   Lágrimas                                             
Queriam então desaguar nas
Aguas verdes, tranquilas  ...
Lindas ... 
Aguas de seu olhar ...

Foi Amor 
Poderia  haver  o sentimento 
No  peito  de  uma criança...  
Ou apenas ,  de  Minha parte
UIma fugaz lembrança ?

Hoje,   cansado  de  buscar 
Aquele   verde  esmeraldino 
Olhar ...
Não  sei   se  ela ainda  vive
Se o amor existe ...

Amargurado ...
Sonho  que amo e a tenho a 
Meu lado...
Em meu sonho ela  persiste 

Por que tive...    Embora quis
Sempre  ter esse  sonho  de
Amor sonhar ?

Muitas noites, com  carinho 
Do luar ...
Me  ponho  triste  a  sonhar
Sonhei de mais...
Meu soluço nesses sonhos 
Eram   "suspiros"  de   meus
Primeiros  doloridos  " ais "!