sábado, 10 de novembro de 2012



FAZENDA DO BÁLSAMO


A sede da Fazenda do Bálsamo, localizada no distrito de Rosal, foi edificada na época imperial.

Foi com o Coronel João Alt que a fazenda  tornou-se, em 1939, uma das mais importantes da região, criando gado bovino.O café foi outra atividade econômica relevante. Por ocasião da emancipação de Bom Jesus, em 1939, o jornalista Porphirio Henriques Filho editou uma revista comemorativa, onde  procurou "retratar todos os aspectos da vida cultural e econômica deste recanto da tera brasileira".

O NORTE FLUMINENSE reproduz, abaixo, a página dedicada à Fazenda do Bálsamo

          Fazenda do Bálsamo: uma das mais importantes de Bom Jesus, em 1939
                                       Acervo: Luiz Tito Nunes de Almeida



Posteriormente, a fazenda passou a ser propriedade de Abílio de Sá Viana.

Um dos administradores da fazenda, nessa época, foi Sebastião Deascanio, conhecido como Sebastião Domingos. Ele morou por cerca de 40 anos na região. Diz ele que "Abílio de Sá Viana possuía cerca de 150 alqueires de terra, sendo 30 alqueires só com café. Na fazenda, plantava-se milho, feijão e arroz, além da criação de 500 cabeças de gado".

                        Sebastião Deascanio: "Abílio tinha amor pelos pássaros"


"Abílio tinha amor pelos pássaros.Ele mandou construir no terreiro um 'cochinho' para os canários da terra se alimentarem. Abílio não gostava de prender as aves. Gostava de vê-las livres", lembra Sebastião.

                                                       Abílio de Sá Viana

Abílio de Sá Viana havia cedido, em época passada, uma  área de outra fazenda para a instalação da escola pública Escola Mista Humaitá, que fora dirigida pela professora Altiva Alt dos Santos. Foi, também, vereador nas duas primeiras legislaturas de Bom Jesus do Itabapoana, entre os anos de 1947 e 1951 e entre 1951 e 1955.

Uma escola estadual, hoje desativada, recebeu seu nome. Além disso, foi homenageado com o nome de uma rua no centro da cidade de Bom Jesus do Itabapoana e  no distrito de Rosal. Com o falecimento de Abílio, sucedeu-o seu filho Armando de Sá Viana, que prosseguiu o trabalho do pai, mas as circuntâncias levaram a uma crise na região, fazendo com que as atividades econômicas cessassem e a própria sede da fazenda viesse, posteriormente, literalmente ao chão.



                   Base de pedra é o que restou da sede da Fazenda do Bálsamo


 Escola Estadual Abílio de Sá Viana: desativada

                           
O atual proprietário da Fazenda do Bálsamo, é José Nunes,  filho de Carlison Nunes e Áurea Lúcia da Fonseca Nunes.

Ele se recorda da época em que a fazenda pertenceu a Abílio de Sá Viana. Nessa época, a fazenda produzia café: "tudo era terreiro de café. Aqui havia gerador de energia, máquina de pilar café e plantava-se arroz ".                                


José Nunes: o atual proprietário da Fazenda do Bálsamo
                        
José Nunes cuida atualmente de gado leiteiro e retira cerca de "mil litros de leite". Na estrada, que margeia a propriedade, há um pequeno gerador de energia e um "tanque de expansão" que permite que o caminhão de uma empresa sedidada em Patrocínio do Muriaé (MG) leve o leite resfriado, a cada dois dias.

                  Tanque de expansão trouxe benefícios aos produtores de leite


Os únicos sinais visíveis da fazenda, atualmente, são a base de pedra que sustentou a antiga sede, um muro de pedras e  uma casa localizada nos fundos, que ainda está em pé: "pretendo preservar este prédio", diz José Nunes.


                           Casa nos fundos da fazenda: única construção em pé


                                         José Nunes: "pretendo conservá-la"


                    
A base onde foi edificada a antiga sede da Fazenda do Bálsamo ainda se mantém intacta, como a esperar que novos sonhos sejam sobre ela erguidos.





Um comentário:

  1. EMAIL RECEBIDO

    Prezados.

    Boa Tarde,

    Após anos de distância a minha família resolveu se reencontrar.

    Minha família, meus avós e filhos, foram nascidos e criados em Rosal. No próximo ano, 2013, estaremos fazendo um novo encontro da nossa família e queríamos contar a história da família desde Rosal até os dias atuais. Já coletamos informações com familiares, informações sobre a fazenda do Bálsamo através do Blog de vocês, falamos com o Sr Daniel Aguiar e gostaríamos de saber se vocês possuem ou possam a me ajudar conseguir fotos antigas ou documentos, enfim algumas informações contando a história da cidade que possam contribuir para esse vídeo de resgate às nossas origens até os dias atuais.

    No dia 12/10/2012 fizemos até uma caravana retornando às nossas origens, como pode ser conferido através da página da família no facebook: http://www.facebook.com/conframiliar?fref=ts

    Desde já agradeço a atenção e aguardo a resposta.

    Atenciosamente,
    Juliana "Max" Silva
    E-mail: julianamax@live.com
    Contato:21 8244-0073

    ResponderExcluir