sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

UM SHOW EM MUTUM: MUSEU, LANCHONETE, LOJA DE ARTESANATO, CRIAÇÃO DE MINI BOIS, AÇUDES E CHALÉS





Na Rodovia RJ 230, na zona rural de Mutum de Baixo, em Bom Jesus do Itabapoana (RJ), não há quem não considere um espetáculo o que Sérgio Rocha Inácio, conhecido como "Show", estabeleceu em sua propriedade.


Chalé no meio de paisagem exuberante


Trata-se do Museu Show - que será inaugurado no dia 10 de agosto, durante o 2o. Passeio Cultural de Bom Jesus do Itabapoana - conjugado com lanchonete, loja de artesanato, criação de mini bois, quatro açudes e chalés, com uma paisagem deslumbrante, tendo ao fundo a Pedra do Mutum (ou da Baleia, como é conhecida), que costuma ser escalada por adeptos do montanhismo. Em breve, Show pretende disponibilizar ao público a visita a uma gruta que está localizada no meio de uma pequena e fascinante mata.

Paisagem deslumbrante por todos os lados



Filho de Almir Henrique Inácio, com 84 anos,  e Luiza Rocha Inácio, a Ziza, com 79 anos, Show esclarece que a propriedade é oriunda de herança de seus avós Manoel Inácio, conhecido como Baeco, e Nair Henrique Inácio: "Minha avó teve 14 filhos aqui em Mutum", conta Show. 



Antiga namoradeira pertenceu a Antônio Rocha,  avô de Show



Em seguida, Show mostra os objetos centenários que compõem o Museu do Espaço Show. "Eu possuía uma pista de laço e, na época, eu já expunha essas relíquias". 


 

Relíquias centenárias: sela e gamela, onde as carnes eram salgadas e ficavam armazenadas, quando não havia geladeira 




Neste museu consta uma despolpadora de milho, um engenho de fubá, uma picadeira e um engenho de cana, uma namoradeira, uma sela "que pertenceu a Joaquim Seleiro, de Santo Eduardo", e uma gamela, da época em que não havia geladeira. "A carne de boi era ali colocada com sal, que a preservava. Ainda há outros objetos centenários em minha casa", esclarece.

Engenho de fubá centenário


Segundo Show, "o forte da lanchonete são os bolinhos de aipim com carne cerca, o quibe, o caldo de cana e o filé de tilápia. Mas aqui servimos de tudo, com a qualidade única do nosso funcionário José Carlos da Silva. Na propriedade cultivamos a maioria das coisas que servimos na lanchonete, entre as quais mandioca, laranja, limão, peixe, entre outros".



O empreendimento conta com três açudes e criação de tilápia


Uma loja de artesanato é outro ponto de destaque, decorado também com objetos centenários como "a namoradeira, que pertenceu ao meu avô Antônio Rocha".

Na loja de artesanato, um antigo relógio ornamenta o ambiente
  
O mini boi, de nome "Ouro Negro" é utilizado para puxar carroça e  para passear com as crianças. "Estou adquirindo duas fêmeas para aumentar o número de animais ", ressalta Show.

Mini boi "Ouro Negro" é atração para as crianças


No meio de um dos açudes, Show colocou uma imagem de Nossa Senhora Aparecida. "Em cima de uma das pedras, colocarei ainda uma imagem de Jesus Cristo", assinala. 



Imagem de Nossa Senhora Aparecida foi colocada no meio de um dos açudes


Show parece encarnar o papel que lhe atribui o apelido, sempre comentando um fato engraçado. Faz questão de mostrar-nos uma "mesa que é para ser emprestada", localizada no pátio. Trata-se, contudo, de uma mesa formada por pedras bem pesadas. Além disso, via de regra, ao terminar uma frase, indaga ao interlocutor: "Show?"  


A mesa "para emprestar" e a Pedra do Mutum, que costuma ser escalada, ao fundo


  O apelido foi dado a Show quando ele era jovem, durante o enterro de um tio, que era muito gordo. "Era por volta do meio-dia e o calor estava insuportável. Ocorre que, no cemitério, o caixão não entrava na gaveta. Foram várias as ações, com instrumentos, para aumentar o espaço e permitir a entrada do caixão. Depois de muitas tentativas, finalmente o caixão entrou e eu acabei dizendo, na hora: 'show' . Foi a partir daí que o apelido pegou", finaliza, encerrando o espetáculo.



Bolinho de aipim com mandioca e caldo de cana,  são algumas das especialidades do Espaço Show


O telefone para contato com o Espaço Show é  22- 9863-5648




2 comentários:

  1. Tudo muito bonito, temos que valorizar estes tipos de empreendimentos. Parabéns.
    Sergio Luiz

    ResponderExcluir