sexta-feira, 11 de setembro de 2015

JOÃO AVELINO, UM DOS HERÓIS DA 2ª GUERRA MUNDIAL (3ª parte)



Da Série Entrevistas de O Norte Fluminense





Áurea Poeys da Silva, cunhada de João Avelino, casada com sua irmã Ângela Poeys (Gila), nasceu em 04/04/1919. Com 96 anos de idade, reside, atualmente no Sítio São José, localizado em São José do Calçado (ES). Seus pais: Augusto Poeys e Paula Novelino Cúrcio. Avós maternos: Ângela Felisbino de Lacerda e Brás Cúrcio. Avós paternos: Augusto Poeys e Maria Poeys. Segundo Áurea,  "meus avós paternos vieram da França escondidos em porão de um navio, fugindo da 1ª Guerra Mundial. Fixados, inicialmente, em Miracema (RJ), como lavradores, tiveram 10 filhos: Joaquim, Onorina, Lucinda, Juvenal, André, Sebastião (Taninho), Maria, Matilde, Joana e Augusto.

De acordo, ainda, com Áurea, "meu pai, Augusto, prosperou em Miracema, casando-se com Paula Novelina Curcio. Tiveram, neste município, quatro filhos: João (Totonho), Gilbertina (Titina), Áurea e José (Duda). Meu pai comprou, então, uma propriedade em Sesmaria, zona rural de Bom Jesus do Itabapoana. Atravessaram, de canoa, o rio Muriaé, e se fixaram em Sesmaria. Nesta localidade tiveram mais 8 filhos: Joaquim, Armando, Ângela, Maria, Ivan, Salvador, Arinda e Carminha". 

Áurea Poeys da Silva


A respeito de João Avelino, ela comenta:
"Em Sesmaria, fomos vizinhos da família de João Avelino. Ele foi servir o exército e, quando estava lá, foi convocado para ir lutar na 2a. Guerra Mundial. João Avelino tinha a função de carregador de munição. Comia ração, uma mistura de alimentos. Quando a Guerra terminou em 1945, ele retornou  a Sesmaria e acertou casamento com Ângela, o que ocorreu em 1946".

Ângela Poeys dos Santos, esposa do herói bonjesuense
 
Prossegue  Áurea: " João Avelino e Ângela tiveram 11 filhos: Jurandir, Jurani, Jorge, Sebastião, Lourdes, Luci, Isabel, Neuza, Brás, Augusto e Paula. Em 1947, contudo, João passou a ter problemas em suas pernas. O médico disse que isso era resultado do fato dele ter dormido em locais com temperaturas muito baixas. A partir de então, João Avelino nunca mais conseguiu andar normalmente", salienta.
 



A partir das reportagens de O Norte Fluminense sobre João Avelino dos Santos, foi inaugurada, no dia 8 de agosto passado, por seus filhos, placa em homenagem ao herói bonjesuense (ver matéria "Emoção domina o 3º Passeio Cultural", nesta edição).



Carlos Augusto dos Santos, o Guto, descerrou a placa em homenagem a seu pai, juntamente com os irmãos João Carlindo dos Santos, Marlene Poeys dos Santos, Ângela Maria dos Santos Silveira, Rogério Poeys dos Santos, Luís Claudio dos Santos (Tadi) e Lúcia de Fátima dos Santos Dutra


 (última parte, na próxima edição)

Nenhum comentário:

Postar um comentário