domingo, 5 de junho de 2016

"ROBERTO CARLOS NASCEU EM SANTO ANTÔNIO DAS GARRUCHAS, E NÃO EM CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM", DIZ PRIMA DO REI




Igreja de Santo Antônio


Com cerca de 1.400 habitantes, o distrito de Santo Antônio de Muqui pertence ao município de Mimoso do Sul (ES). O primeiro posseiro da região foi Francisco José Lopes da Rocha que ali se fixou por volta de 1837.

Algumas entrevistas foram realizadas no BERG BAR MERCEARIA
O povoado passou a ser conhecido, desde os seus primórdios, como Santo Antônio das Garruchas, devido à "braveza" de sua gente. Foi no BERG BAR MERCEARIA, na parte central da localidade, que O Norte Fluminense realizou algumas de suas entrevistas.



Antônio Jorge Vivas Amado é descendente do primeiro posseiro da região



Quem conta a história sobre a valentia do povo é um descendente do primeiro posseiro da região: Antônio Jorge Vivas Amado. Nascido em 24/04/1948, ele é filho de Alcebíades Lopes Amado e Odete Vivas Amado, com sete irmãos: Alcir, Alencar, Sônia, Gesa, Albertina, Alcidete e Pedro. "Minha avó Minelvina Maria Lopes foi quem doou, em 1906, cerca de um alqueire para ser construído Santo Antônio. Enquanto meus avós paternos Antônio Rodrigues Amado (descendente de portugueses) e Minelvina  tinham o domínio das terras, meus avós maternos Adolfo Gonçalves Vivas e Isabel Morisco (descendentes de italianos) possuíam o domínio da moral. Os Lopes sempre usaram garrucha e esse costume passou a ser utilizado pelos demais moradores. Era comum os homens ostentarem uma garrucha na frente e uma grande faca na parte de traz", salienta.

José Miguel Firmino: "não parava delegado por aqui"

José Miguel Firmino, nascido em 08/08/1941, complementa: "... e traziam, também, uma navalha escondida em uma das meias. Não parava delegado por aqui. O pessoal costumava treinar tiros nos poucos postes da localidade. Com as mortes que iam ocorrendo entre os valentes, a comunidade acabou ficando pacificada", registra.

Luís Lídio e a rara corneta com que seu avô chamava os cães de caça

Luís Lídio, nascido em 27/12/1967, lembra que  "nas partidas de futebol, os presidentes dos clubes pegavam as garruchas dos atletas e colocavam as armas em um saco. Ocorre que os jogadores continuavam usando as navalhas dentro das meias. Uns, colocavam pregos nas chuteiras, que acabavam rasgando as pernas dos adversários. No dia de Santo Antônio, era costume dar tiros de garrucha para o alto", comenta.

Antônio Jorge retoma o relato e diz que "foi o Padre Héliton quem reuniu a comunidade e disse, certa vez, que não era possível que a comunidade continuasse a ser chamada de Santo Antônio das Garruchas. Mudou, então, o nome para Santo Antônio das Flores. Posteriormente, devido ao rio Muqui, a localidade passou a ser chamada de Santo Antônio do Muqui".

Coreto da praça


"ROBERTO CARLOS NASCEU EM SANTO ANTÔNIO DAS GARRUCHAS", DIZ PRIMA DO REI,



Antônio de Pádua da Silva, nascido no dia 23/10/1960, informou ao O Norte Fluminense, por sua vez, que o Rei Roberto Carlos nasceu em Santo Antônio. "Roberto Carlos nasceu no Sítio Bananeiras, aqui em Santo Antônio. Essa informação me foi passada por Carlito Vivas, que conheceu Laura Moreira, a mãe de Roberto Carlos. Ele dizia que quando o Rei tinha dois anos de idade, os pais mudaram-se para Cachoeiro de Itapemirim, onde acabou sendo registrado".


Antônio de Pádua da Silva: "Carlitos Vivas, que conheceu Laura Moreira, a mãe de Roberto Carlos, contou-me que ele nasceu no Sítio Bananeiras"

A professora Jaqueline Leandro de Sá é outra que corrobora o senso comum entre os moradores da localidade: " eu sempre soube que Roberto Carlos nasceu em Santo Antônio."  


Jaqueline Leandro de Sá: "eu sempre soube que Roberto Carlos nasceu em Santo Antônio"


Cleia Moreira Barbosa: "sou prima de 2º grau de Roberto Carlos"



A prima de Roberto Carlos, Cleia Moreira Barbosa, é enfática em relação ao tema: " Roberto Carlos nasceu aqui e quando tinha dois anos a família mudou-se para Cachoeiro de Itapemirim, onde foi registrado. Sou prima de 2º grau de Roberto Carlos. Meu avô, Augusto de Souza, era irmão de tia Laura Moreira, a mãe do Rei. Os olhos de minha mãe, Maria Ester Moreira, são idênticos aos de Roberto. Enquanto tia Laura era viva, nossas famílias tinham contato. Depois da morte dela, contudo, perdemos todo o contato com a família de Roberto", finaliza.



Segundo Cleia Moreira Barbosa, os olhos de Roberto Carlos seriam "idênticos" aos de Maria Ester Moreira, sua mãe




3 comentários:

  1. Bacana! Parabéns pelo registro. Gostei.

    ResponderExcluir
  2. Não entendi porque guardaram um segredo por tanto tempo. Agora que resolveram falar.

    ResponderExcluir
  3. Agora entendi porque nunca tinha encontrado "Santo Antônio das Garruchas", lugarejo onde minha querida Vó Preta, Idalina Leite de Alvarenga, dizia ter nascido. Achava que era brincadeira dela, para expressar toda a sua valentia! Valeu!

    ResponderExcluir