terça-feira, 11 de outubro de 2016

RARIDADE DO SÉCULO XIX É DOADA AO ECLB







Quando Padre Mello compôs o poemeto Leão XIII, em 1887, era seminarista no Arquipélago de Açores. 

O papa Leão XIII, que pontificou entre 20 de fevereiro de 1878 até 20 de julho de 1903, quando faleceu, é famoso especialmente por sua encíclica Rerum Novarum (Das coisas novas), considerada o marco da doutrina social da Igreja Católica.

Quando Padre Mello chegou a Bom Jesus do Itabapoana, em 18 de junho de 1899, reproduziu essa poesia, e utilizou seus versos para obter recursos para a edificação da Igreja Matriz.

Esta relíquia, doada ao ECLB por Saulo Soares, articulista de O Norte Fluminense, traz em uma de suas páginas:  "Em troca d'este exemplar o auctor pede uma esmola para as obras de sua egreja matriz". 


A obra "A VITÓRIA DO GÊNIO", do pároco português, também foi utilizada para este fim. É significativo o fato de que nossa Igreja, uma das mais belas do interior do país, tenha sido erigida também graças aos versos do nosso pároco-poeta, pai da cultura bonjesuense.

 
Igreja Matriz foi construída também com recursos oriundos da venda de livros de Padre Mello


Saulo Monteiro, que doou a raridade ao ECLB, é neto de Lao Monteiro de Carvalho, que foi Diretor-Gerente do jornal O Norte Fluminense, quando de sua criação em 25/12/1946, tendo Ésio Bastos como Diretor-Responsável.

Saulo Soares, articulista de O Norte Fluminense, doou a relíquia ao ECLB. Na foto,  ao lado da estátua de Machado de Assis, na Academia Brasileira de Letras
  
Lao foi também eleito, juntamente com Ésio, para a 1ª Câmara de Vereadores, após a 2ª emancipação, tendo sido o 1º vice-presidente da Câmara em 04/101946.

Lao Monteiro: avô de Saulo Soares




Com a doação desta raridade para o ECLB, Saulo Soares dá enorme contribuição para o resgate da memória e da cultura de nosso município.














Padre Mello, o pai da cultura bonjesuense

Um comentário: