quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

VELHA MATINHA NA TERRA DO RUM







Brasileiros se confraternizaram com cubanos na 6a. Caravana Cultural a Cuba


Ocorreu, entre os dias 9 e 22 de janeiro passado, a 6a. Caravana Cultural a Cuba, integrada por 32 membros de 8 estados: PE,BA,AL,RJ,SP,MG, ES e MS. A delegação brasileira visitou diversos museus, assim como locais históricos e de interesse cultural. 

Em Havana, a delegação foi recepcionada no ICAP (Instituto Cubano de Amizade com os Povos), pelo vice-presidente da entidade para a América Latina e Caribe, Helio Cames. Na oportunidade, o dirigente foi presenteado com o aguardente bonjesuense Velha Matinha.





Hélio Cames, vice-presidente do ICAP (Instituto Cubano de Amizade com os Povos) para a América Latina e Cariba, recepcionou a delegação brasileira na Casa de la Amistad, sede da entidade. Na oportunidade, foi presenteado com o aguardente bonjesuense Velha Matinha



Cachaça bonjesuense: sucesso na terra do rum
Um dos destaques da Caravana foi a visita à região conhecida como Habana Vieja, considerada Patrimônio Cultural da Humanidade, pelo conjunto arquitetônico dos prédios dos séculos XVI, XVII, XVIII e XIX.

Gran Teatro de La Habana


Capitólio, em restauração, voltará a ser a sede do Parlamento Cubano


Catedral de Havana
Plaza de San Francisco




Plaza Vieja


Rua Brasil dá acesso à Plaza Vieja


Museu de Belas Artes
Castillo de los Tres Reyes del Morro de Havana, construído nos séculos XVI e XVII




Um dos pontos altos do evento foi a apresentação, na Associação Yoruba, do livro ANÍSIO TEIXEIRA E A CULTURA, do escritor baiano João Augusto de Lima Rocha, assim como o lançamento do  livro bilingue CRÔNICA FRATERNA DOS TRÓPICOS escrito pela secretária municipal de cultura de Cachoeiro de Itapemirim (ES), Joana Darck Caetano, e pela artista plástica cubana Adela Hilda Figueroa.


O livro ANÍSIO TEIXEIRA E A CULTURA, do intelectual baiano João Augusto de Lima Rocha, foi apresentado em Havana, juntamente com a obra CRÔNICA FRATERNA DOS TRÓPICOS, da secretária municipal de cultura de Cachoeiro de Itapemirim (ES),  Joana Darck Caetano, na foto com seu filho Gilberto, e da artista plástica cubana Adela Hilda Figueroa Gutierrez, lançado em dia histórico

 




Público no lançamento dos livros, na tarde do dia 13


Parte da delegação brasileira esteve, ainda, no Porto de Mariel, com área de cerca de 450 km2, e localizada a 44 km de Havana, onde o BNDES investiu U$ 800 milhões.

Tal investimento aumenta a influência brasileira nas Américas.  As empresas ali instaladas terão 100% de capital nacional e terão vantagem com a proximidade dos EUA: menos de 150km.

Além disso, o investimento brasileiro visa o potencial de mercado de 11 milhões de cubanos. 







Zona Franca do Porto de Mariel

Linhas férreas foram construídas no  Porto de Mariel


Obras complementares no Porto de Mariel

Nos dias finais da Caravana, a delegação esteve em Varadero, considerada uma das praias mais belas do mundo. 

Praia de Varadero, considerada uma das mais belas do mundo




Nenhum comentário:

Postar um comentário