domingo, 17 de julho de 2016

ALUNOS PEDEM OFICINA NO CCMB, EM LAJE DO MURIAÉ (RJ)





Não obstante o CCMB se encontre de férias, acabou abrindo as portas, no dia 14 de julho, para atender ao pedido dos alunos do 1º Ano de Formação de Professores do CIEP 343, que ali estiveram acompanhados das professoras Eliane Decottignies e Olívia Torres.

A Biblioteca Comunitária Esperança do CCMB ministrou oficina com atividade sobre Alfabetização Emocional baseada na palestra sobre “O Ato de Ler os Sentidos, as Emoções e a Razão” realizada no início do mês de julho. 


Os alunos e professoras produziram experimento (rosto de papelão) para trabalhar emoções na educação infantil. A oficina foi ministrada pela escritora Maria Beatriz.

Segundo a escritora, "alfabetizar-se emocionalmente é produzir experimentos através de jogos e estratégias vivenciadas pelo aluno, que aguçam suas funções cerebrais e abastecem sua memória de informações prontas para serem usadas, caso se pretenda fazê-lo. Acreditamos que a Alfabetização Emocional jamais nos tornará menos nós mesmos, mas ampliará os limites de nosso autoconhecimento e de nossas opções para que se trabalhe a empatia, a automotivação e outros processos emocionais (ANTUNES, 1999 p.19)". 



Prosseguiu, registrando que  "foi maravilhoso receber os alunos e saber que foi por iniciativa deles o fato de estarem aqui buscando inovações para que, no futuro bem próximo, possam aplicá-las na sala de aula. Desejo a todos vocês, alunos, que sejam educadores bem preparados, que as orientações dos nossos encontros sejam úteis por vocês com os seus futuros alunos". 

Maria Beatriz ainda concluiu que "carece o aluno ter uma preparação para enfrentar a sua vida com a convivência alheia. Não basta saber ler e escrever, essas competências precisam ser úteis para a vida, para a relação com o outro e com ele mesmo. Por isso é importante educar o lado emocional e não apenas o racional. Um complementa o outro gerando um equilíbrio essencial à vida. Se pretendemos educar visando à integridade humana, temos de estar atentos a essas questões, educar numa totalidade, onde pensamentos, emoções e sentimentos estejam em constante diálogo para a formação de uma pessoa. A cognição precisa ser trabalhada e educada para servir à vida, para vivermos em harmonia. Para que o ser humano diante das adversidades não se deixe abater emocionalmente, por mais que uma situação lhe cause medo, raiva ou aversão, ele saiba controlar as emoções usando a razão para uma melhor tomada de decisão. Complementando, ainda, embasada nas teorias de Gardner e Goleman, ressalto a importância da escola ao preparar o aluno para a vida, onde ele saiba contornar os conflitos do cotidiano consigo mesmo e com o outro. A razão e a emoção se complementam, por isso a importância da Alfabetização Emocional, na qual nos leva a refletir sobre um novo paradigma educacional, onde se educa as emoções em prol de uma harmonia social". 
​ ​



4 comentários:

  1. Fabuloso de fato eles terem solicitado isso!!!!! Fruto direto da sua dedicação, Maria, e da deles em seguida. Aplaudo-a de pé.

    ResponderExcluir
  2. Fabuloso de fato eles terem solicitado isso!!!!! Fruto direto da sua dedicação, Maria, e da deles em seguida. Aplaudo-a de pé.

    ResponderExcluir
  3. Achei fantástico o seu trabalho. Precisamos mesmo de olhar o todo rasão e emoção.
    E vc

    ResponderExcluir