quinta-feira, 25 de maio de 2017

Um grandioso poema de Elcio Xavier


Elcio Xavier: ícone da nossa literatura



POEMA DO DESALENTO


Elcio Xavier



Tu me pedias o silêncio
da flor que chora olhares,
e dei-te a solidão e mar.
Querias o frio e uivos nos vales
onde corações se perdem,
dei-te sombras andrajosas,
o velho mosteiro sem calor
e encruzilhadas fatídicas.

Agora me pedes a luz implume
com orvalho nos raios
e sons de amor na face.
Queres as ondas delicadas
onde se banham folhas
e perdidas aves matizam
suas asas de aventura.

Dar-te-ei apenas o crepúsculo 
de meus olhos envelhecidos.



(De ROSAQUARIUM, 2ª edição, 2017, Editora O Norte Fluminense)


"ROSAQUARIUM" foi lançado em sua 2ª edição, pela editora O Norte Fluminense

Um comentário:

  1. E uma delicia apreciar a beleza lindos de poemas, parabéns ao Norte Fluminense por manter viva a arte e a cultura.
    Saudações musicais.
    https://www.youtube.com/watch?v=hfR8WbrRbtY

    ResponderExcluir